Occupational risks in cattle slaughter: Classification by severity degree

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i5.14800

Keywords:

Security; Risks; Frigorific.

Abstract

Introduction: The way of working and the tools used during the production process of the slaughterhouse industry promotes the occurrence of occupational accidents and the rise of respiratory and musculoskeletal diseases. Objective: The objective is to identify and classify the existing risks regarding its severity degree, in a plant located in the city of Governador Valadares / MG. Methods: The risk analysis considered only activities related to the slaughter of cattle, including stunning, bleeding, skinning, evisceration and carcass cutting. The research is qualitative and exploratory, and all the information regarding working conditions were obtained from another research done by the same author at the same plant. Therefore, for technical procedures, the research is characterized as a bibliographic review and a case study. Results: The Preliminary Risk Analysis - PRA enabled the identification and classification of the following risks: ergonomic, accident, biological, falling from the same level, humidity, electric shock, noise and vibration. Intervention measures were suggested to mitigate the risks identified during the study, according to the current labor law. Conclusion: Through the risk’s classification it is possible to prioritize the preventive measures at the activities where more severe risks were identified, such as the use of chainsaw and a possible attack of the animal.

References

Amaral, P. H. (2010). Programas de autocontrole em um matadouro-frigorífico de bovinos (Monografia Graduação). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Brasil. (2020). Anuário Estatístico de Acidentes do Trabalho - AEAT. Ministério da Economia. Brasília, DF.

Brasil. (2011). NR 08: Edificações. Normas Regulamentadoras de Segurança e Medicina do Trabalho. Ministério do Trabalho e Emprego. Brasília, DF.

Brasil. (2019). NR 12: Segurança no trabalho em máquinas e equipamentos. Normas Regulamentadoras de Segurança e Medicina do Trabalho. Ministério do Trabalho e Emprego. Brasília, DF.

Brasil. (2018). NR 15: Atividades e operações insalubres. Normas Regulamentadoras de Segurança e Medicina do Trabalho. Ministério do Trabalho e Emprego. Brasília, DF.

Brasil. (2018a). NR 17: Ergonomia. Normas Regulamentadoras de Segurança e Medicina do Trabalho. Ministério do Trabalho e Emprego. Brasília, DF.

Brasil. (2018b). NR 36: segurança e saúde no trabalho em empresas de abate e processamento de carnes e derivados. Normas Regulamentadoras de Segurança e Medicina do Trabalho. Ministério do Trabalho e Emprego. Brasília, DF.

De Cicco, F., & Fantazzini M. L. (2003). Tecnologias consagradas de gestão de riscos: riscos e probabilidades. Séries Risk Management, São Paulo.

Gil, J. I., & Durão, J. C. (1985). Manual de inspeção sanitária de carnes. Lisboa: Fundação Caloustre Gulbenkian.

Iida, I. (2005). Ergonomia: Projeto e Produção (2 ed). Edgard Blucher, São Paulo.

Ludtke, C. B., Ciocca, J. R. P., Dandin, T., Barbalho, P. C., Vilela, J. A., & Ferrarini, C. (2012). Abate humanitário de bovinos. Rio de Janeiro: WSPA.

Marra, G. C., Cohen, S. C., Neto, F. P. B., & Cardoso, T. A. O. (2017). Avaliação dos riscos ambientais na sala de abate de um matadouro de bovinos. Saúde Debate, v. 41, n. especial, p. 175-187.

Ruppenthal, J. E. (2013). Gerenciamento de riscos. Rede e-Tec Brasil, Santa Maria.

Sarda, S. E., Ruiz, R. C., & Kirtschig, G. (2009). Tutela jurídica da saúde dos empregados de frigoríficos: considerações dos serviços públicos. Revista Acta Fisiátrica, 16(2): 59-65.

Silva, B. V. C. (2012). Abate Humanitário e o bem-estar animal em bovinos (Monografia Graduação). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Souza, C. N. (2018). Análise ergonômica com enfoque em biomecânica ocupacional: estudo de caso em um matadouro e frigorífico em Governador Valadares - MG (Monografia Graduação). Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais, Governador Valadares.

Vieira, A. A., Silva, Â. R. da, Magno, J. C., & Toledo, L. L. de M. (2020). Gerações Y e Z e suas percepções de riscos de segurança e saúde no trabalho. Research, Society and Development, 9(7), e297973767. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i7.3767

Published

29/04/2021

How to Cite

SOUZA, C. N. de; VIEIRA JÚNIOR, W. N. Occupational risks in cattle slaughter: Classification by severity degree. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 5, p. e10010514800, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i5.14800. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/14800. Acesso em: 29 jan. 2023.

Issue

Section

Health Sciences