Contributions of nursing care to pregnant women with anxiety: prevalence and associated factors

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i5.15273

Keywords:

Nursing care; Anxiety; Gestation.

Abstract

Analyze the published scientific evidence about the contributions of nursing care to pregnant women with anxiety: prevalence and associated factors. The present study deals with a bibliographic review of the integrative literature review method, carried out in the months between January and April 2021. The search was carried out, through the - VHL Platform, using the databases LILACS, BDENF, Google Scholar and through the Electronic Health Library - SCIELO. Adhering to the descriptors / keywords: “Nursing care”, “Anxiety”, “Gestation”, combined with the Boolean operator “AND”. Pregnancy involves changes in hormonal, physical, psychological, family and social aspects, in the possibility of adjustments and restructuring in women's lives. These changes have often triggered a process of vulnerability to pregnant women, which can worsen mental health and develop mental disorders. The prevalence of anxiety afflicts about 20% of women. Thus, the obstetric risks that involve the development of a pregnancy put the woman in a state susceptible to anxiety, leaving her dual: fragile, for fear of pregnancy changes, and at the same time happy for the process of conceiving and forming a new life . It was evidenced in the study, that it is necessary that nurses perform a full reception during the prenatal period, investigating clinical and also psychosocial issues so that they can contribute, in a significant way, in the improvement of the levels of anxiety and depression of this pregnant woman, providing quality prenatal care.

References

Alves, J. S., de Siqueira, H. C. H., & Pereira, Q. L. C. (2018). Inventário de ansiedade Traço-Estado de gestantes. Journal of Nursing and Health, 8(3).

Araújo, A. B., Nunes, Á. C. M., Pessoa, A. V. S., Gomes, B. C., Rodrigues, E., de Macedo Sousa, L., ... & de Freitas Soares, F. A. (2020). Assistência de enfermagem a mulheres com ansiedade e depressão na gravidez: uma revisão integrativa. Research, Society and Development, 9(10), e4349106961-e4349106961.

Araújo, D. M. R., Pacheco, A. H. D. R. N., Pimenta, A. M., & Kac, G. (2008). Prevalência e fatores associados a sintomas de ansiedade em uma coorte de gestantes atendidas em um centro de saúde do município do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, 8(3), 333-340.

Augusto, C. A., Souza, J. P. D., Dellagnelo, E. H. L., & Cario, S. A. F. (2013). Pesquisa Qualitativa: rigor metodológico no tratamento da teoria dos custos de transação em artigos apresentados nos congressos da Sober (2007-2011). Revista de Economia e Sociologia Rural, 51(4), 745-764.

Baptista, M. N., Baptista, A. S. D., & Torres, E. C. R. (2006). Associação entre suporte social, depressão e ansiedade em gestantes. Psic: revista da Vetor Editora, 7(1), 39-48.

Boarolli, M., Pacheco, T., Ceretta, L. B., Birollo, I. V. B., Amboni, G., & Gomes, K. M. (2016). Avaliação de estresse, depressão e ansiedade em um grupo de gestantes cadastradas na estratégia saúde da família do bairro São Sebastião, Criciúma. Revista do Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde da Família, 3.

Botelho, L. L. R., de Almeida Cunha, C. C., & Macedo, M. (2011). O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e sociedade, 5(11), 121-136.

Costa, N., Varela, S. M., Pereira, J. L. D., da Ponte, M. D., Pereira, A. M. M., da Silva Torres, R., ... & de Brito, A. D. Acupuntura no tratamento de ansiedade em gestantes na atenção primária a saúde.

Paz, M. M. S., Diniz, R. D. M. C., de Oliveira Almeida, M., Cabral, N. O., Mendes, C. K. T. T., de Araújo, J. S. S., & de Assis, T. J. C. F. (2020). Ansiedade na gestação de alto risco: um reflexo da atenção básica no alto sertão da Paraíba. Revista Neurociências, 28, 1-21.

Ercole, F. F., Melo, L. D., & Alcoforado, C. L. G. C. (2014). Revisão integrativa versus revisão sistemática. Rev Min Enferm, 18(1), 9-12.

Ferenhof, H. A., & Fernandes, R. F. (2016). Desmistificando a revisão de literatura como base para redação científica: método SSF. Revista ACB, 21(3), 550-563.

Maria de Jesus Silva, M., Peres Rocha Carvalho Leite, E., Alves Nogueira, D., & José Clapis, M. (2015). Ansiedade e depressão na gravidez: caracterização de gestantes que realizaram pré-natal em unidades públicas de saúde. Journal of Nursing UFPE/Revista de Enfermagem UFPE.

Martins, E. S., Rocha, L. M. A., de Jesus Araújo, A. P., Tavares, T. M. C. L., Castro, R. C. M. B., & Pinheiro, A. K. B. (2020). Efeito da acupuntura para alívio dos desconfortos físicos e emocionais na gestação. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental, 226-231.

Mendes, K. D. S., Silveira, R. C. D. C. P., & Galvão, C. M. (2008). Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & contexto enfermagem, 17(4), 758-764.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica.

Silva Pereira, V. C. L., dos Santos, A. F., & Severo, M. E. V. (2017). Ansiedade em mulheres no período gestacional. Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança, 15(1), 80-91.

Silva, G. F. P., dos Santos, S. V., do Nascimento, J. W. A., de Santana, F. S., de Medeiros, J. S., & de Jesus, S. B. (2020). Risco de depressão e ansiedade em gestantes na atenção primária. Nursing (São Paulo), 23(271), 4961-4970.

Silva, H. L. D., Almeida, M. V. D. S., Diniz, J. D. S. P., Leite, F. M. C., Moura, M. A. V., Bringuente, M. E. D. O., ... & Amorim, M. H. C. (2020). Efeitos da auriculoterapia na ansiedade de gestantes no pré-natal de baixo risco. Acta Paulista de Enfermagem, 33.

Silva, M. M. D. J., Nogueira, D. A., Clapis, M. J., & Leite, E. P. R. C. (2017). Ansiedade na gravidez: prevalência e fatores associados. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 51.

Soares, C. B., Hoga, L. A. K., Peduzzi, M., Sangaleti, C., Yonekura, T., & Silva, D. R. A. D. (2014). Revisão integrativa: conceitos e métodos utilizados na enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 48(2), 335-345.

Sousa, L. M. M., Marques-Vieira, C. M. A., Severino, S. S. P., & Antunes, A. V. (2017). A metodologia de revisão integrativa da literatura em enfermagem. No21 Série 2-Novembro 2017, 17.

Souza, M. T. D., Silva, M. D. D., & Carvalho, R. D. (2010). Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein (São Paulo), 8(1), 102-106.

Published

07/05/2021

How to Cite

LEITE, A. C.; SILVA , M. P. B. .; ALVES, R. S. S. .; SILVA , M. de L. .; AVELINO , J. T. .; FÉ, T. R. de M. .; SILVA, L. dos . S. B. .; BORGES, L. S. de C. .; AMORIM, J. V. M. .; LIMA, J. R. .; SOUSA NETA , R. da S. .; SOUSA, S. V. F. de .; LIMA, E. W. de M. .; FARIAS, S. L. P. de .; SANTOS, N. D. .; FREITAS, S. M. C. .; MANIÇOBA, A. Q. .; FONSECA, L. G. L. .; OLIVEIRA, N. C. .; OLIVEIRA , A. E. A. de .; APOLINÁRIO , J. M. dos S. da S. .; CARVALHO , S. B. de .; DIAS, E. M. da L. .; COSTA, J. R. da . Contributions of nursing care to pregnant women with anxiety: prevalence and associated factors. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 5, p. e50310515273, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i5.15273. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15273. Acesso em: 2 feb. 2023.

Issue

Section

Health Sciences