Academic and professional trajectory of Veterinary Medicine graduates

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i2.25613

Keywords:

University education; Job market; Soft Skills; University graduate.

Abstract

Several factors can influence the academic path and the consequences reflect on the success or challenges imposed by the post-graduate reality and in the job market. The objective of this research was to analyze the academic and professional trajectory of the graduates of the veterinary medicine course at Federal University of Fronteira Sul - UFFS, Campus Realeza/PR. The research was made with the application of a questionnaire, online, with questions about the activities and skills developed during graduation and that impacted on personal and professional life, areas of interest when joined and if they changed the choice area, questions about the professional trajectory and demands of the job market, in addition to activities not developed at graduation and that would make a difference in the professional routine. A total of 80 graduates of the veterinary medicine course at UFFS participated in this research, which represents 43.5% of graduate students. The results showed that more than half of the students failed at least two curricular components and that the reasons that contributed to the retention were mainly difficulty in adapting to the higher education model, psychological problems, and distance from the family. Almost half of the students changed their initial area of ​​interest, due to the opportunity to get to know other areas, but also depending on the demand for jobs. However, many difficulties related to personal skills were identified after training, confirming the importance of developing not only technical knowledge, but other important skills required by the job market.

References

Barbosa, M. L. O. (2019). Democratização ou massificação do Ensino Superior no Brasil? | Higher Education in Brazil: democratization or massification? Revista de Educação PUC- Campinas, 24(2), 240-253. https://doi.org/10.24220/2318-0870v24n2a4324

Barro, D. (2021). Competências transversais na formação integral de egressos do curso de Pedagogia em uma instituição de educação superior. [Tese de Doutoramento, Universidade La Salle]. Repositório Unilasalle https://repositorio.unilasalle.edu.br/handle/11690/1763

Barros, A.S.X. (2015). Expansão da Educação Superior no Brasil: limites e possibilidades. Educ.Soc., 36(131), 361-390. https://doi.org/10.1590/ES0101-7330201596208

Brasil. (2016). Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Censo da Educação Superior 2010-2014. Brasília, DF.

Resolução nº 3, de 15 de agosto de 2019. (2019). Institui Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Medicina Veterinária e dá outras providências. Brasília, DF. https://www.in.gov.br/web/dou/-/resolucao-n-3-de-15-de-agosto-de-2019-210946881

Castilho, M. L. R. (2015). Competências humanísticas no curso de Medicina Veterinária: Relato de experiência multidisciplinar. Revista Unimar Ciências, 24, (1-2). https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2017/25590_13312.pdf

Cavalcanti, A. L., Lima W. G., Marques. J. L., Alves, H. F. C. & Granville-Garcia, A. F. (2010). Motivos de ingresso e de evasão dos acadêmicos de odontologia de uma instituição pública. Rev. Odontol UNESP, 39(2), 95-99. https://www.revodontolunesp.com.br/article/588018ad7f8c9d0a098b4d72/pdf/rou-39-2-95.pdf

Chiavenato, I. (2014). Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. Manole.

Cobucci, G. C. (2017). Metodologias ativas e aspectos pedagógicos no ensino de graduação em Medicina Veterinária. [Dissertação Mestrado na Universidade Federal de Viçosa]. Repositório UFV https://www.locus.ufv.br/bitstream/123456789/17771/1/texto%20completo.pdf

Conselho Federal de Medicina Veterinária [CFMV]. (2020). Balanço do triênio 2017-2020. Censo Transparência. Brasília, DF.

Conselho Federal de Medicina Veterinária [CFMV]. (2012). Estratégias de ensino aprendizagem para desenvolvimento de competências humanísticas: Propostas para formar médicos veterinários para um mundo melhor. Brasília, DF.

Cunha, S. M. & Carrilho, D. M. (2005). O processo de adaptação ao ensino superior e o rendimento acadêmico. Psicologia Escolar e Educacional, 9(2), 215- 224. https://doi.org/10.1590/S1413-85572005000200004

Diogo, M. F., Raymundo, L. S., Wilhelm, F. A, X., Andrade, S. P. C., Lorenzo, F. M., Rost, F. T. & Bardagi, M. P. (2016). Percepções de coordenadores de curso superior sobre evasão, reprovações e estratégias preventivas. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), 21(1), 125-151. https://doi.org/10.1590/S1414-40772016000100007

Drake, A., Hafen JR, M. & Rush, B. R. (2014). Promoting well-being among veterinary medical students: protocol and preliminary findings. Journal of veterinary medical education, 41(3), 294-300. DOI: 10.3138/jvme.0214-026R

Faúndez, F., Muñoz, K. & Cornejo, F. (2012). Percepción sobre el modelo educativo basado en competencias y su contribución a la retención de estudiantes de la universidad de Talca. In:Conferencia Latinoamericana Sobre el Abandono en la Educación Superior (pp. 738-744).

Fernandes, E. P. & Almeida, L. S. (2005). Expectativas e vivências acadêmicas: Impacto no rendimento dos alunos do 1º ano. Psychologia, 40(1), 267-278. Repositório http://hdl.handle.net/1822/8873

Gomes, G. & Soares, A. B. (2013). Inteligência, habilidades sociais e expectativas acadêmicas no desempenho de estudantes universitários. Psicologia: Reflexão e Crítica, 26(4), 780-789. https://doi.org/10.1590/S0102-79722013000400019

Gondim, S. M. G. (2002). Perfil profissional e mercado de trabalho: relação com formação acadêmica pela perspectiva de estudantes universitários. Estudos de Psicologia (Natal), 7(2), 299-309. https://doi.org/10.1590/S1413-294X2002000200011

Lamers, J. M. S., Santos, B. S. & Toassi, R. F. C. (2017) Retenção e evasão no ensino superior público: estudo de caso em um curso noturno de odontologia. Educação em Revista, 33, 01-26. https://doi.org/10.1590/0102-4698154730

Magalhães, M. O. & Teixeira, M. A. P. (2013). Antecedentes de comportamentos de busca de emprego na transição da universidade para o mercado de trabalho. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 29(4), 411-419. https://doi.org/10.1590/S0102-37722013000400007

Martins, S. P. (2012). Estágio e relação de emprego. Atlas.

Mauerberg Junior, A., Guerreiro, J., Costa, C. C. M. & Ferreira, M. A. M. (2014). A universidade como espaço territorial de inovação: o papel da extensão universitária no incentivo às práticas inovadoras de gestão. Organizações Rurais & Agroindustriais, 16(2), 220-232. http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/8820

Nielsen, N. O. (1997). Reshaping the veterinary medical profession for the next century. Journal of American Veterinary Medical Association, 210(9), 1272-1274.

Nogueira, C. S. L. (2018). A importância da inclusão do médico veterinário nos núcleos de apoio à saúde da família - NASF. [Dissertação Mestrado na Universidade Estadual Paulista – UNESP]. Repositório UNESP http://hdl.handle.net/11449/153088

Organização Mundial da Saúde Animal [OIE] (2012). Recomendaciones de la OIE sobre las competencias mínimas que se esperan de los veterinários recién licenciados para garantizar servicios veterinários nacionales de alta calidad: França. https://rr-americas.oie.int/wp-content/uploads/2020/01/dayone-b-esp-vc.pdf

Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico [OCDE] (2019). Education at a Glance: OCDE – Indicators. https://www.oecd.org/latin-america/paises/brasil-portugues/

Penhaki, J. D. R. (2019). Soft skills na indústria 4.0. [Dissertação Mestrado em Tecnologia e Sociedade na Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR]. Repositório UTFPR http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/4275

Pereira A.S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. UFSM. https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1

Pfuetzenreiter, M. R. & Zylberstajn, A. (2008). Percepções de estudantes de medicina veterinária sobre a atuação na área da saúde: um estudo baseado na idéia de "estilo de pensamento" de Ludwik Fleck. Ciência & Saúde Coletiva, 13, 2105-2114. https://doi.org/10.1590/S1413-81232008000900015

Polzin, F. R. (2019). O estágio obrigatório como instrumentos de inserção no mercado de trabalho. [Dissertação Mestrado da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR]. Repositório UTFPR http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/4002

Rolim, C. & Serra, M. (2015). Ensino superior e desenvolvimento regional: avaliação do impacto econômico de longo-prazo. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, 3(1), 85-106. https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/29

Saliba N. A, Moimaz, S. A. S, Raphael, H. S, Pagliari, A. V. & Rodrigues, R. P. C. B. (2006). Organização curricular, evasão e repetência no curso de odontologia: um estudo longitudinal. Rev. Odontol. UNESP, 35(3), 209-214. https://www.revodontolunesp.com.br/article/588017de7f8c9d0a098b494e

Santos, S. Y, Oliveira, A. G. L. & Costa, A. M. (2017). O estágio na formação profissional. Comunicação apresentada em XVII Colóquio Internacional de Gestão Universitária. Repositório UFSC https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/181144

Sherman, D.M. (2010). A Global Veterinary Medical Perspective on the Concept of One Health: Focus on Livestock. ILAR Journal, 51(3), 281-87. DOI: 10.1093/ilar.51.3.281.

Silva, R. R. C. M., Mainier, F. B. & Passos, F. B. (2006). A contribuição da disciplina de introdução à engenharia química no diagnóstico da evasão. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, 14(51), 261-277. https://doi.org/10.1590/S0104-40362006000200008

Silva, F. M., Melo, P. A., Silva, J. E. O. & Ramos, A. M. (2014). Compromisso Social e Extensão: A Prática da Universidade Federal de Santa Catarina. Revista Alcance, 21(1), 77-97. https://doi.org/10.14210/alcance.v21n1.p077-097

Tavolaro, P. (2016). A necessidade do fortalecimento do conhecimento humanístico na formação do médico-veterinário: a visão de estudantes do segundo semestre de graduação. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP, 14(1), 28-34. https://doi.org/10.36440/recmvz.v14i1.31034

Torres, V. F. & Chirelli, M. Q. (2019). Formação Docente na Medicina Veterinária: desafios e estratégias desvendados pela análise temática. CIAIQ2019, 1, 681-690. https://proceedings.ciaiq.org/index.php/CIAIQ2019/article/view/2238

Universidade Federal da Fronteira Sul (2015). Regulamento de Estágio da UFFS - Resolução nº 07/2015. Chapecó: SC

Universidade Federal da Fronteira Sul (2010). Projeto pedagógico do curso de graduação em medicina veterinária: bacharelado. Chapecó: SC. https://www.uffs.edu.br/atos-normativos/ppc/ccmvre/2010-0001

Vargas, H. M. & Paula, M. F. C. (2013). A inclusão do estudante-trabalhador e do trabalhador estudante na educação superior: desafio público a ser enfrentado. Avaliação: Revista Da Avaliação Da Educação Superior, 18(2), 459-485. http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/1590

Vasconcelos, A. L. F. S. & Silva, M. N. Uma investigação sobre os fatores contribuintes na retenção dos alunos no curso de Ciências Contábeis em uma IFES: um desafio à gestão universitária. In: Anais dos Colóquios Internacionais Sobre Gestão Universitária, Florianópolis, SC.

Veloso, T. C. M. A. & Almeida, E. P. (2002). Evasão nos cursos de graduação na Universidade Federal de Mato Grosso, campus universitário de Cuiabá – um processo de exclusão. Série-Estudos - Periódico Do Programa De Pós-Graduação Em Educação Da UCDB, (13), 133-148. https://www.serie-estudos.ucdb.br/serie-estudos/article/view/564

Vidales, S. (2009). El fracaso escolar en la educación media superior. El caso del bachillerato de una universidad mexicana. Rev. Iberoamericana calidad, eficacia cambio educ., 7(4), 321-341. https://revistas.uam.es/reice/article/view/5395

Published

26/01/2022

How to Cite

SANTOS, S. M. F. dos .; STRAPASSON , P. .; STARIKOFF, K. R. . Academic and professional trajectory of Veterinary Medicine graduates . Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 2, p. e30411225613, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i2.25613. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/25613. Acesso em: 23 feb. 2024.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences