Nursing care for women's health in Primary Care: a literature review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i2.25655

Keywords:

Women's Health; Nursing Assistance; Basic attention.

Abstract

Objective: To report, based on the scientific literature, how nursing care for women's health is carried out in primary care, seeking to describe its benefits and discussing its functioning. Methodology: This is an integrative literature review of an exploratory and quantitative nature, carried out in the following databases: Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE), Latin American and Caribbean Literature on Health Sciences (LILACS), Scientific Electronic Library Online (SCIELO) and Nursing Database (BDENF), articles written in Portuguese, published between 2017 and 2021 were used. Results: A total of 537 articles were found, after methodological rigor through the inclusion criteria and exclusion, 11 articles were selected, 0 in MEDLINE, 5 in LILACS, 0 in SCIELO and 6 in BDENF. The verification of the information was done in a descriptive way and predisposed the stage of data extraction: author, title, type of study, objective and year of publication. Conclusion: The study showed that in primary care, nursing shows an indispensable influence, that according to the regulations and policies assigned to nurses about their care, ethical and management character, there are common sense issues that professionals must compose to guarantee care continuous.

Author Biographies

Maria Gabriela de Oliveira Frazão, Universidade Maurício de Nassau

Graduanda do curso de Enfermagem da Universidade Maurício de Nassau.

Ester Teixeira Lopes, Universidade Maurício de Nassau

Graduanda do curso de Enfermagem da Universidad Maurício de Nassau.

Sabrina Iracema da Silva Couto, Universidade Maurício de Nassau

Graduanda do curso de Enfermagem da Universidade Maurício de Nassau.

Larissa Gabriele Farias e Silva, Universidade Maurício de Nassau

Graduanda do curso de Enfermagem da Universidade Maurício de Nassau.

Maria Gabriela Cristina Pereira Mousinho, Universidade Maurício de Nassau

Graduanda do curso de Enfermagem da Universidade Maurício de Nassau.

Milena Catarine Silva Araújo, Universidade Maurício de Nassau

Graduanda do curso de Enfermagem da Universidade Maurício de Nassau.

Danielly Danubia da Silva, Universidade Maurício de Nassau

Graduanda do curso de Enfermagem da Universidade Maurício de Nassau.

Alicia Nathalia Lemos de Melo, Universidade Maurício de Nassau

Graduanda do curso de Enfermagem da Universidade Maurício de Nassau.

Dayana Ruthyally da Rocha Silva, Universidade Maurício de Nassau

Graduanda do curso de Enfermagem da Universidade Maurício de Nassau.

Diego Wictor da Silva, Universidade Maurício de Nassau

Graduando do curso de Enfermagem da Universidade Maurício de Nassau.

Laryssa Grazielle Feitosa Lopes, Universidade Maurício de Nassau; Faculdade de Medicina do Sertão

Doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP) - Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Interunidades. Mestra em Gerontologia - Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Pós-Graduada em Enfermagem do Trabalho pela Faculdade Internacional Signorelli e em Saúde Pública, Saúde Indígena pela FAVENI. Graduada em Enfermagem pela (UFPE). Docente Celetista do curso de Medicina na Faculdade de Medicina do Sertão e na Universidade Maurício de Nassau - Caruaru.

References

Amorim, T. S., & Backes, M. T. S. (2020). Gestão do cuidado de enfermagem a puérperas e recém-nascidos na Atenção Primária à Saúde. Universidade Federal do Ceará, 1.

Banazeski, A.C., Luzardo, A. R., Rozo, A. J., & Sinski, K.C. (2021). Percepções de enfermeiros sobre a atenção ao climatério. J Enfermagem UFPE on line, 15, e245748.

Botelho, L. L. R., de Almeida Cunha, C. C., & Macedo, M. (2011). O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e sociedade, 5(11), 121-136.

Brasil. (2018). Saúde Integral da Mulher. Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. https://www.gov.br/mdh/pt-br/navegue-por-temas/politicas-para-mulheres/arquivo/assuntos/saude-integral-da-mulher

Brasil. (2004). Secretaria de Políticas para Mulheres - SPM. Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. https://www.gov.br/mdh/pt-br/navegue-por-temas/politicas-para-mulheres/arquivo/arquivos-diversos/sobre/spm

Brasil. (2008). HumanizaSUS: documento base para gestores e trabalhadores do SUS. Ministério da Saúde. Brasília, 4, (72).

Brasil. (2017). Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST): o que são, quais são e como prevenir. Ministério da Saúde. https://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/infeccoes-sexualmente-transmissiveis-ist

Brasil. (2004). Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher: Princípios e Diretrizes. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Brasilia-DF. https://conselho.saude.gov.br/ultimas_noticias/2007/politica_mulher.pdf

Brasil. (2013). Plano Nacional de Políticas para as Mulheres. Presidência da República - Secretaria de Políticas para as Mulheres,114. http://www.mulheres.ba.gov.br/arquivos/File/Publicacoes/PlanoNacionaldePoliticasparaasMulheres20132015.pdf

Carneiro, J. B., Gomes, N. P., de Almeida, L. C. G., Romano, C. M. C., Silva, A. F. D., Webler, N., & Mauricio, M. D. A. L. L. D. (2021). Condições que interferem no cuidado às mulheres em situação de violência conjugal. Escola Anna Nery, 25.

Castro, L. M. X. D., Simonetti, M. C. M., & Araújo, M. J. D. O. (2015). Monitoramento e acompanhamento da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher PNAISM e do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres PNPM. In Monitoramento e acompanhamento da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher PNAISM e do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres PNPM (pp. 46-46).

Catafesta, G., Klein, D. P., Canever, B. P., Lazzari, D. D., & da Silva, E. F. (2015). Consulta de enfermagem ginecológica na estratégia saúde da família. Arquivos de Ciências da Saúde, 22(1), 85-90.

Coelho, E. D. A. C., Silva, C. T. O., Oliveira, J. F. D., & Almeida, M. S. (2009). Integralidade do cuidado à saúde da mulher: limites da prática profissional. Escola Anna Nery, 13, 154-160.

Cruz, L. M. B. D., & Loureiro, R. P. (2008). A comunicação na abordagem preventiva do câncer do colo do útero: importância das influências histórico-culturais e da sexualidade feminina na adesão às campanhas. Saúde e Sociedade, 17, 120-131.

da Silva Barreto, D., Maia, D. S., Gonçalves, R. D., & de Sousa Soares, R. (2021). Dispositivo Intrauterino na Atenção Primária a Saúde: uma revisão integrativa. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, 16(43), 2821-2821.

de Araujo, L. M., Penna, L. H. G., Carinhanha, J. I., & Costa, C. M. A. (2019). O cuidado às mulheres lésbicas no campo da saúde sexual e reprodutiva. Revista Enfermagem UERJ, 27, 34262.

de Mendonça, M. P. F., Pereira, R. J., de Carvalho, S. S. D. S., Barbosa, J. D. S. P., & Lima, R. N. (2019). Atuação do enfermeiro no diagnóstico precoce da endometriose. Revista Brasileira Interdisciplinar de Saúde.

Diniz, A. S., Xavier, M. B., Braga, P. P., & Guimarães, E. A. A. (2013). Assistência à saúde da mulher na atenção primária: prevenção do câncer do colo do útero. Revista de APS, 16(3).

D'Oliveira, A. F. P. L. (1999). Saúde e educação: a discussão das relações de poder na atenção à saúde da mulher. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 3, 105-122.

Garcia, O. R. Z., & Lisboa, L. C. D. S. (2012). Consulta de enfermagem em sexualidade: um instrumento para assistência de enfermagem à saúde da mulher, em nível de atenção primária. Texto & Contexto-Enfermagem, 21, 708-716.

Gleriano, J. S., da Luz Zaiaz, P. C., Borges, A. P., Lucietto, G. C., Balderrama, P., de Almeida Corrêa, C. R., ... & Chaves, L. D. P. (2019). Atenção integral na percepção dos profissionais da Estratégia Saúde da Família. Revista de Enfermagem UFPE on line, 13.

Guimarães, J. A. F., Aquino, P. S., Pinheiro, A. K. B., & Moura, J. G. (2012). Pesquisa Brasileira sobre prevenção do câncer de colo uterino: uma revisão integrativa. Revista RENE, 13(1):220-230.

Júnior, A. R. F., de Sousa Albuquerque, R. A., Moreira, D. G., da Ponte, H. M. S., & Rodrigues, M. E. N. G. (2019). Atuação do enfermeiro na visita domiciliar puerperal: perspectivas sobre o papel profissional. Revista Baiana de Saúde Pública, 43(3), 567-580.

Maciel, N. D. S., Luzia, F. J. M., Ferreira, D. D. S., Ferreira, L. C. C., Mendonça, V. D. M., Oliveira, A. W. N., & Sousa, L. B. D. (2021). Busca ativa para aumento da adesão ao exame Papanicolaou. Rev. enferm. UFPE on line, 1-11.

Marqui, A. B. T. D. (2014). Endometriose: do diagnóstico ao tratamento. Rev. enferm. atenção saúde, 97-105.

Medeiros, P. F. D., & Guareschi, N. M. D. F. (2009). Políticas públicas de saúde da mulher: a integralidade em questão. Revista Estudos Feministas, 17, 31-48.

Ohl, I. C. B., Ohl, R. I. B., Chavaglia, S. R. R., & Goldman, R. E. (2016). Ações públicas para o controle do câncer de mama no Brasil: revisão integrativa. Revista Brasileira de Enfermagem, 69, 793-803.

Oliveira, I. G. D., Castro, L. L. D. S., Bezerra, R. A., Sousa, L. B. D., Santos, L. V. F. D., & Carvalho, C. M. D. L. (2020). Identificação de fatores de risco à saúde entre mulheres usuárias de métodos contraceptivos hormonais. Rev. Pesqui.(Univ. Fed. Estado Rio J., Online), 786-792.

Silva, L. S. D., Leal, N. P. D. R., Pimenta, C. J. L., Silva, C. R. R. D., Frazão, M. C. L. O., & Almeida, F. D. C. A. D. (2020). Contribuição do enfermeiro ao aleitamento materno na atenção básica. Rev. Pesqui.(Univ. Fed. Estado Rio J., Online), 774-778.

Silva, V. G. D., & Ribeiro, P. M. (2020). Violência contra as mulheres na prática de enfermeiras da atenção primária à saúdea. Escola Anna Nery, 24.

Souza, M. T. D., Silva, M. D. D., & Carvalho, R. D. (2010). Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein (São Paulo), 8, 102-106.

Umpiérrez, A. F. (2013). La gestión del cuidado en la legislación profesional: algunas consideraciones para su regulación. Ciencia y Enfermería, 19(3), 103-109.

Villela, W. V., & Arilha, M. (2003). Sexualidade, gênero e direitos sexuais e reprodutivos. In Sexo & vida: panorama da saúde reprodutiva no Brasil (pp. 95-150).

Wollstonecraft, M. (2017). Reivindicação dos direitos da mulher: edição comentada do clássico feminista. Boitempo Editorial, 1, (3), 256.

Published

24/01/2022

How to Cite

FRAZÃO, M. G. de O.; LOPES, E. T.; COUTO, S. I. da S.; SILVA, L. G. F. e .; MOUSINHO, M. G. C. P.; ARAÚJO, M. C. S.; SILVA, D. D. da; MELO, A. N. L. de . .; SILVA, D. R. da R.; SILVA, D. W. da; LOPES, L. G. F. Nursing care for women’s health in Primary Care: a literature review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 2, p. e25211225655, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i2.25655. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/25655. Acesso em: 1 mar. 2024.

Issue

Section

Health Sciences