Stress level and preliminary assessment of Burnout syndrome in ICU nurses at COVID-19 - Case study research

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i2.25658

Keywords:

Emotional stress; Professional exhaustion; Nursing; COVID-19; SARS-CoV; Intensive Care Units.

Abstract

Objective: Analyze the level of stress and preliminary signs of Burnout Syndrome in nurses working in Intensive Care Units (ICUs) of COVID-19 and, in other ICUs, in the context of the pandemic. Methodology: Cross-sectional, descriptive study with a quantitative analytical approach, carried out from February to May 2021, with nurses from the ICUs of a Teaching Hospital in the interior of the state of São Paulo. We applied a structured form through Google Forms, associated with the Health Professional Stress Questionnaire from Gomes & Teixeira and the JBEILI Questionnaire, inspired by the Maslach Burnout Inventory – MBI (Chafic Jbeili). For statistical analyses, the significance level of p ≤ 0.050 was adopted, and correlation analysis, normality test, Wilcoxon statistical tests, Mann-Whitney U, and Spearman correlation tests were performed. Results: The study population consisted of 61 nurses. Of these, 38 work in the COVID-19 ICUs and 23 in the other ICUs. There were no statistically significant differences regarding the level of stress and the preliminary analysis of Burnout between the two groups. As for the level of global stress identified in the QSPS, the classification of high stress (34%) predominated, followed by high stress (24%) and, concerning the preliminary analysis of Burnout, 82% of the total population presented the Burnout Syndrome, predominating the classification "Initial Stage of Burnout." Conclusion: The results score global stress levels from “quite” to “high” and predominance of the initial and installation phase of Burnout syndrome in nurses from COVID-19 ICUs and other ICUs. The results point to global stress levels ranging from “quite” to “high” stress, with Burnout predominating in nurses in the COVID-19 ICUs and other ICUs in the initial phase and beginning of the syndrome's onset.

Author Biographies

Ludmila Barbosa da Silva Ferreira, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto

Enfermeira pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto. Aluna de Iniciação Cientifica do Grupo de Pesquisa e  Estudo em Centro Cirurgico da FAMERP (GEPECC).

Rita de Cássia Helú Mendonça Ribeiro, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto

Professora Doutora do Curso de Graduação e Pós Graduação Strictu Sensu de Enfermagem da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto( FAMERP). Coordenadora docente da Liga de Geriatria e Gerontologia da FAMERP. Corrdenadora Docente do APerfeiçoamento em Enfermagem em Nefrologia. Coordenadora do Grupo de Pesquisa e Estudo em Centro Cirurgico da FAMERP. 

Daniele Alcalá Pompeo, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto

Professora Doutora do Curso de Graduação e Pós Graduação Strictu Sensu de Enfermagem da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto. Coordenadora da Pós Graduação Strictu Sensu de Enfermagem. 

Lígia Márcia Contrin, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto

Professora Doutora do Curso de Graduação em Enfermagem da FAMERP. Chefe de Departamento de Enfermagem Especializada da FAMERP.

Alexandre Lins Werneck, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto

Professor Doutor do curso de Pós Graduação Strictu Sensu de Enfermagem da FAMERP. Coordenadora do Grupo de Pesquisa em Educação e Saúde da FAMERP (EDUS)

Renato Mendonça Ribeiro, School of Nursing of Ribeirão Preto

Enfermeiro, Mestre em Enfermagem pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto. Doutorando no Programa de Enfermagem Fundamental na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Centro Colaborador da OPA/OMS para desenvolvimento da pesquisa em enfermagem. Docente no curso de Graduação de Medicina da União dos Grandes Lagos de São José do Rio Preto. Professor no Grupo de Pesquisa e Estudo em Centro Cirurgico da FAMERP. Membro do Núcleo de Pesquisa em Enfermagem em Geriatria e Gerontologia da EERP. Bolsita de Doutorado do CNPQ. 

Clemente Neves Sousa, Escola Superior de Enfermagem do Porto

Professor Doutor na Escola Superior de Enfermagem do Porto em Portugal. Pesquisador na área de Enfermagem em Nefrologia e acessos vasculares

References

AMIB. (2021). AMIB apresenta dados atualizados sobre a COVID-19 no Brasil. https://www.amib.org.br/noticia/nid/amib-apresenta-dados-atualizados-sobre-a-covid-19-no-brasil/

Barbosa, D. J., Pereira Gomes, M., Assumpção de Souza, F. B., & Tosoli Gomes, A. M. (2020). Fatores de estresse nos profissionais de enfermagem no combate à pandemia da COVID-19: Síntese de Evidências. Comunicação Ciências Saúde, 31(1), 31-47. https://doi.org/10.51723/ccs.v31iSuppl%201.651

Barros, K. C. C., Leal, M. S., Moreira, R. C. R., Mercês, A. C. O. C., Reis, U. O. P., & Costa, J. S. P. (2021). Estresse ocupacional em ambiente hospitalar no cenário da COVID-19: revisão das estratégias de enfrentamento dos trabalhadores de enfermagem. Enfermagem Brasil, 20(3), 413-425. https://doi.org/10.33233/eb.v20i3.4233

Campos, M. S., Esteves, T. M. S., Oliveira, C. A. S. C., & Garcia, J. R. (2018). O Estresse Ocupacional no Enfermeiro na Unidade de Terapia Intensiva. Revista E-F@tec, 8(1). https://fatecgarca.edu.br/ojs/index.php/efatec/article/view/124/118

Costa, D. M. (2020). Os desafios do profissional de enfermagem mediante a covid-19. Gestão & Tecnologia, 1(30), 19-21. http://faculdadedelta.edu.br/revistas3/index.php/gt/article/view/54/34

Gomes, A. R., Cruz, J. F., & Cabanelas, S. (2009). Estresse ocupacional em profissionais de saúde: Um estudo com enfermeiros portugueses. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 25(3), 307-318.

Gomes, A. R., & Teixeira, P. (2016). Questionário de Stress nos Profissionais de Saúde (QSPS). Universidade Minho Escola de Psicologia Campus de Gualtar, Braga.

Gomes, A. R., & Teixeira, P. (2016). Estresse, avaliação cognitiva e saúde psicológica: Instrumentos de teste para profissionais de saúde. Stress and Health, 32 (2), 167-172. 10.1002 / smi.2583

Humerez, D. C., Ohl, R. I., & Silva, M. C. N. (2020). Saúde mental dos profissionais de enfermagem do Brasil no contexto da pandemia COVID-19: Ação do Conselho Fedeal de Enfermagem. Cogitare Enfermagem, 25, e74115. http://dx.doi.org/10.5380/ce.v25i0.74115

ICD-11 for mortality and Morbidity Statistics. (2021, 05/2021). Problems associated with employment or unemployment- QD85 Burnout. Retrieved January 20, 2022, from http://id.who.int/icd/entity/129180281.

Jbeili, C. (2011). Questionário Jbeili para identificação preliminar da Burnout. 2011. http://www.manoel.pro.br/avaliacaoburnout.pdf

Lopes, H. M. F. (2017). Avaliação Cognitiva, Stress Ocupacional e Burnout em Profissionais de Saúde: Estudo com Enfermeiros (Dissertação de Metrado). Universidade do Minho, Escola de Psicologia, Braga, PO. http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/49331/1/Heitor%20Manoel%20Fraz%c3%a3o%20Lopes.pdf

Luziara, M., & Jerônimo, C. (2019). Absenteísmo do trabalhador de enfermagem: impactos na saúde do profissional e na assistência. Revista Uniabeu, 12(30), 422-435. https://revista.uniabeu.edu.br/index.php/RU/article/view/3340/pdf

MACHADO, C. S. Estresse e trabalho: aproximações com a psicodinâmica do trabalho. 2020. 113 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.

Machado, M. H., Aguiar Filho, W., Lacerda, W. F., Oliveira, E., Lemos, W., Wermelinger, M., & Barbosa, C. (2015). Caracteristicas gerais da enfermagem : o perfil sóciodemográfico. Enfermagem em Foco, 7(N. Esp.), 9-14. https://doi.org/10.21675/2357-707X.2016.v7.nESP.686

Marinho, S. A. (2015). Síndrome de Burnout: fatores de risco dos profissionais de enfermagem em uma Uti de um hospital no município de Parnaíba-Pi (Dissertação de Mestrado). Faculdade EST, São Leopoldo. http://tede.est.edu.br/tede/tde_arquivos/1/TDE-2014-10-22T191912Z-514/Publico/braga_km_tmp342.pdf

Miranda, A. R. D. O., & Afonso, M. L. M. (2021). Estresse ocupacional de enfermeiros: uma visão crítica em tempos de pandemia Occupational stress in nurses : a critical view in times of pandemics. Brazilian Journal of Development, 7(4), 34979-35000. https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-114

Neves, G. B. C., Santos, O. D. C, Moura, T. A. O., Leoterio, D. S., Martins, P. D. C., Souza, G. T., & Cruz, E. L. D. (2020). Incidência da síndrome de Burnout em enfermeiros da unidade de terapia intensiva em um hospital público de grande porte em Pernambuco. In S. R. M. Barbosa (Org.). Tecnologia e inovação para o cuidar em enfermagem (pp. 148-155). https://doi.org/10.22533/at.ed.94820261015

Nunes, M. R. (2020). A atuação do enfermeiro em unidade de terapia intensiva na pandemia de COVID-19: relato de experiência. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 12(11), e4935. https://doi.org/10.25248/reas.e4935.2020

Oliveira, E. B., Gallasch, C. H., Silva Junior, P. P. A., Oliveira, A. V. R., Valério, R. L., & Dias, L. B. S. (2017a). Estresse ocupacional e burnout em enfermeiros de um serviço de emergência: A organização do trabalho. Revista Enfermagem UERJ, 25(1), 1-7. https://doi.org/10.12957/reuerj.2017.28842

Oliveira, R. F., Lima, G. G., & Vilela, G. D. S. (2017b). Incidência da Síndrome de Burnout nos profissionais de enfermagem: uma revisão integrativa. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, 7, e1383. https://doi.org/10.19175/recom.v7i0.1383

Pereira, A. (2021). Fatores geradores de estresse ocupacional e seus impactos na saúde dos profissionais de enfermagem que atuam na linha de frente do Covid-19: uma revisão bibliográfica. In P. Silva. Enfermagem: desafios e perspectivas para a integralidade do cuidado (pp. 191-201). https://downloads.editoracientifica.org/books/978-65-89826-82-8.pdf

Pereira, M. D., Torres, E. C., Pereira, M. D., Antunes, P. F. S., & Costa, C. F. T. (2020). Sofrimento emocional dos Enfermeiros no contexto hospitalar frente à pandemia de COVID-19. Research, Society and Development, 9(8), e67985121. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i8.5121

Perniciotti, P., Serrano Júnior, C. V., Guarita, R. V., Morales, R. J., & Romano, B. W. (2020). Burnout syndrome in healthcare professionals: update on definitions, risk factors and preventive measures. Revista da SBPH, 23(1), 35-52. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582020000100005&lng=pt&nrm=iso

Prado, A. D., Peixoto, B. C., Silva, A. M. B., & Scalia, L. A. M. (2020). A saúde mental dos profissionais de saúde frente à pandemia do COVID-19: uma revisão integrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 46 (N. Esp.), e4128. https://doi.org/10.25248/reas.e4128.2020

Sampaio, A. B. O., Cirqueira, A. P., Brito, F. S. L., & Siqueira, S. M. C. (2021). Burnout Entre Profissionais De Enfermagem Em Época De Coronavírus: O Que Dizem As Evidências Científicas? In S. M. C. Siqueira (Org.), COVID-19: o trabalho dos profissionais da saúde em tempos de pandemia (pp. 64-75). https://downloads.editoracientifica.org/books/978-65-87196-86-2.pdf

Scholze, A., Martins, J., Robazzi, M., Haddad, M., Galdino, M., & Ribeiro, R. (2017). Estresse ocupacional e fatores associados entre enfermeiros de hospitais públicos. Cogitare Enfermagem, 22(3). http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i3.50238

Silva, C. C., Santos, E. A., Silva, L. A., Silva, L. F., Souza, M. J., & Sousa, R. S. S. (2020). Perfil dos profissionais de enfermagem portadores da síndrome de Burnout: uma revisão integrativa de literatura. Brazilian Journal of Health Review, 3(3), 4965-4979. https://doi.org/10.34119/bjhrv3n3-079

Souza e Souza, L. P., & Souza, A. G. (2020). Enfermagem brasileira na linha de frente contra o novo Coronavírus: quem cuidará de quem cuida? Journal of Nursing and Health, 10(4), 20104005. https://doi.org/10.15210/jonah.v10i4.18444

Vasconcelos, E. M., & Martino, M. M. F. (2017). Predictors of burnout syndrome in intensive care nurses. Revista Gaúcha de Enfermagem, 38(4), e65354. https://doi.org/10.1590/1983-1447.2017.04.65354

World Healt Organization. (2018). Nursing Now Campaign. https://www.who.int/hrh/news/2018/NursingNow_launch_press_release.pdf?ua=1

Zerbini, G., Ebigbo, A., Reicherts, P., Kunz, M., & Messman H. (2020). Psychosocial burden of healthcare professionals in times of COVID-19– survey conducted at the University Hospital Augsburg. German Medical Science,18, Doc05. 1 https://doi.org/10.3205/000281

Published

26/01/2022

How to Cite

FERREIRA, L. B. da S. .; RIBEIRO, R. de C. H. M. .; POMPEO, D. A. .; CONTRIN, L. M.; WERNECK, A. L. .; RIBEIRO, R. M. .; SOUSA, C. N. . Stress level and preliminary assessment of Burnout syndrome in ICU nurses at COVID-19 - Case study research. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 2, p. e31111225658, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i2.25658. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/25658. Acesso em: 13 jul. 2024.

Issue

Section

Health Sciences