Use of benzodiazepines in the elderly in Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i2.25820

Keywords:

Benzodiazepines; Elderly; Insomnia

Abstract

During the aging process results from physiological changes in the nervous and endocrine system that propitiate the onset of insomnia, it is estimated that sleep disorders affect around 50% of the elderly. The first-line treatment for insomnia are benzodiazepines, this class should be avoided by the elderly because they increase the risk of fall. This study is a systematic bibliographic review of quantitative nature, which used the pubmed, scientific electronic library online (SciELO) and Google Scholar platforms as a database for the research of scientific articles, published between 2016 and 2021, in Portuguese and English. Of the 200 results obtained, 189 were excluded, leaving only 11 articles. Among the articles analyzed, it was observed that even if contraindicated for this age group, the rate of benzodiazepine use by the elderly in Brazil is still high, and its main indication is currently the control of insomnia. In addition, there were strong indications of a relationship between prolonged bzd use and the development of dementia in the long term. As there is knowledge of side effects by the medical population, this should instruct patients on the risks and avoid iatrogenic.

References

Abi-Ackel, M. M., Lima-Costa, M. F., Castro-Costa, É., & Loyola Filho, A. I. d. (2017). Uso de psicofármacos entre idosos residentes em comunidade: prevalência e fatores associados. Revista Brasileira de Epidemiologia, 20, 57-69.

Alvim, M. M., Cruz, D. T. d., Vieira, M. D T., Bastos, R. R., & Leite, I. C. G. (2017). Prevalência e fatores associados ao uso de benzodiazepínicos em idosos da comunidade. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 20, 463-473.

Borges, E. (2017). O envelhecimento populacional: um fenômeno mundial. O envelhecimento populacional um fenômeno, 17.

Cardoso, A. G. A., dos Santos, L. R., de Fátima Souza, A., de Figueiredo, B. Q., Nogueira, E. C., Brito, E. N. D., . . . Fernandes, R. A. (2021). Análise do efeito do uso a longo prazo de benzodiazepínicos por idosos: uma revisão sistemática de literatura. Research, Society and Development, 10(12), e01101220022-e01101220022.

Conforto, E. C., Amaral, D. C., & Silva, S. d. (2011). Roteiro para revisão bibliográfica sistemática: aplicação no desenvolvimento de produtos e gerenciamento de projetos. Trabalho apresentado, 8.

Freitas, L. Z., de Souza, H. C., & Coutinho, L. S. B. (2021). Atualizações sobre a relação entre insônia e hipertensão em idosos. Research, Society and Development, 10(8), e18710917276-e18710917276.

Fiorelli, K., & Assini, F. L. (2017). A prescrição de benzodiazepínicos no Brasil: uma análise da literatura. ABCS Health Sciences, 42(1).

Gatto, C. M. (2017). Caracterização das condições de saúde e presença de polifarmácia em idosos institucionalizados.

Geib, L. T. C., Cataldo Neto, A., Wainberg, R., & Nunes, M. L. (2003). Sono e envelhecimento. Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul, 25, 453-465.

Iroldi, G. F., Alves, É. d. S., Luchesi, B. M., Cardoso, J. d. F. Z., Pavarini, S. C. I., & Inouye, K. (2020). Associações entre estresse, sintomas depressivos e insônia em idosos. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, 69, 228-238.

Lopes, J. M., Galvão, F. D., & Oliveira, A. G. R. d. C. (2021). Risco de Morte em Idosos com Sonolência Excessiva Diurna, Insônia e Depressão: Estudo de Coorte Prospectiva em População Urbana no Nordeste Brasileiro. Arquivos brasileiros de cardiologia, 117, 446-454.

Lucchetta, R. C., da Mata, B. P. M., & Mastroianni, P. d. C. (2018). Association between development of dementia and use of benzodiazepines: a systematic review and meta‐analysis. Pharmacotherapy: The Journal of Human Pharmacology and Drug Therapy, 38(10), 1010-1020.

Macena, W. G., Hermano, L. O., & Costa, T. C. (2018). Alterações fisiológicas decorrentes do envelhecimento. Revista Mosaicum(27), 223-238.

Miguel, M. B. (2021). Monoxí: kit de alerta para vazamento de monóxido de carbono.

Moreno, C. R. d. C., Santos, J. L. F., Lebrão, M. L., Ulhôa, M. A., & Duarte, Y. A. d. O. (2019). Problemas de sono em idosos estão associados a sexo feminino, dor e incontinência urinária. Revista Brasileira de Epidemiologia, 21, e180018.

Nogueira, P. L. d. A., & Costa, J. M. (2021). Análise do uso de benzodiazepínicos por idosos no Brasil: uma revisão sistemática rápida.

Oliveira, A. L. M. L., Nascimento, M. M. G. d., Castro-Costa, É., Firmo, J. O. A., Lima-Costa, M. F., & Loyola Filho, A. I. d. (2020). Aumento da utilização de benzodiazepínicos entre idosos mais velhos: Projeto Bambuí. Revista Brasileira de Epidemiologia, 23, e200029.

Oliveira, S. P. L. d. (2015). Terapias não farmacológicas na insónia em idade avançada.

Pacini, E. (2020). Prevalência da insônia e fatores associados em adultos e idosos na atenção primária à saúde.

Pinto, R. d. O. A. (2018). Estratégias para diminuição do uso indiscriminado de benzodiazepínicos pelos pacientes do Programa de Saúde da Família do município de Dona Euzébia-Minas Gerais.

Poyares, D., Rizzo, G. N. V., Minhoto, G., Pinto Jr, L. R., de Souza Bezerra, M. L., Rodrigues, R. N. D., & Tavares, S. M. A. (2003). I consenso brasileiro de insônia. CEP, 4020, 060.

Ribeiro, P. R. d. S., & Schlindwein, A. D. (2021). Benzodiazepine deprescription strategies in chronic users: a systematic review. Family Practice.

Rios, A. L. M., Peixoto, M. d. F. T., & Senra, V. L. F. (2008). Transtornos do sono, qualidade de vida e tratamento psicológico. Núcleo de Estudos AC-PC. Universidade Vale do Rio Doce. Governador Valadares.

Roberti, F. (2017). Medicamentos Em Idosos Que Causam Prejuízo À Memória. Salão do Conhecimento.

Rocha, E. K. P. (2014). O uso crônico de Benzodiazepínicos na Saúde do idoso.

Sá, R. M. B. d., Motta, L. B. d., & Oliveira, F. J. d. (2019). Insônia: prevalência e fatores de risco relacionados em população de idosos acompanhados em ambulatório. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 10, 217-230.

Santos, P. A. d., Heidemann, I. T. S. B., Marçal, C. C. B., & Arakawa-Belaunde, A. M. (2019). A percepção do idoso sobre a comunicação no processo de envelhecimento. Audiology-Communication Research, 24.

Senra, E. D., Queiroz, G. S., de Freitas Brito, Y., & Camargo, M. R. (2021). Efeitos colaterais do uso crônico e indiscriminado de benzodiazepínicos: Uma revisão narrativa. Brazilian Journal of Development, 7(11), 102013-102027.

Silva, A. L. S., Dias, Í. K. B., de Paula Gusmão, L., & Pinheiro, J. T. G. (2021). O uso de psicofármacos na população idosa: uma revisão integrativa da literatura. Bionorte, 10(S2).

Silva, P. A. d., Almeida, L. Y. d., & Souza, J. d. (2019). The use of benzodiazepines by women cared for at a Family Health Unit. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 53.

Published

29/01/2022

How to Cite

MENDES , A. K. de A. .; ASSUNÇÃO, I. L. .; GONZALEZ, G. M. M. .; NASCIMENTO, V. A. do .; SILVA, L. S. .; SOUZA , D. G. S. .; GONZALEZ , L. M. M. .; COSTA, Y. C. .; CHIACCHIO, G. M. .; ARAÚJO , M. C. L. B. de .; VIANA, T. A. M. .; PEREIRA, B. M. .; FEITOSA , B. B. .; CARVALHO ROSA, L. . .; VIEIRA , S. cunha .; CIPRIANO, A. M. V. .; REIS , I. M. S. .; MACEDO, G. D. S. .; REGO, C. P. A. .; CARVALHO, C. S. V. de .; MATOS, A. C. dos S. .; CARVALHO, P. S. V. de .; MENDES FILHO, K. de J. S. .; MENDES NETO, P. C. .; MACHADO, A. G. M. .; MURTA FILHO, T. S.; RESENDE, D. B. .; PEREIRA, F. C. .; REIS, I. M. S. . Use of benzodiazepines in the elderly in Brazil. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 2, p. e32511225820, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i2.25820. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/25820. Acesso em: 25 jul. 2024.

Issue

Section

Health Sciences