Avaliation of the body condition score and famacha in suffolk ewes based pasture system

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i2.25860

Keywords:

Zootechnical control; Sanitary handle; Verminosis.

Abstract

It is known that the cause of the greatest economic losses is worms in sheep production, in this way, integrated management can promote good performance in production and consequently generate less losses. Thus, the integrated handle can promote a good performance in production and consequently reduce the damages. This study aimed to evaluate the sanitary profile, through the association between the application of the FAMACHA method and the evaluation of the Body Condition Score (BCS), of Suffolk breed sheep in IFRS – Campus Sertão. The flock of 27 adult sheep were followed, totaling 725 evaluations in the year 2019. The FAMACHA method provided the reduction in expenses with anthelmintic drugs by 46.3% when compared to the traditional handle with two applications of anthelmintic drugs in sheep in the period analyzed. In the selective treatment, associated with BCS information and FAMACHA score, only 3.72% of the animals received anthelmintic drugs, while most of the flock with relatively few parasites or were able to support the parasite load without showing clinical signs. With the results, these sheep were classified into three groups into resistant, resilient and susceptible to verminosis. The study demonstrated the importance of zootechnical control and continuous monitoring of the flock, seeking to provide better productive and sanitary performance and consequently avoiding the indiscriminate use of anthelmintic drugs and improving the selection of animals.

Author Biographies

Elísio de Camargo Debortoli, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Bacharel em Medicina Veterinária (2004) e Ciências Econômicas (2015) pela Universidade de Passo Fundo e licenciado em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Bento Gonçalves. Mestre em Agronegócios pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008) e doutor em Zootecnia pela Universidade Federal do Paraná (2017). Tem experiência nas áreas de Ciência Animal e Ciências Sociais Aplicadas, com ênfase em Sistemas de Produção Animal e Gestão do Agronegócio, atuando principalmente nos seguintes temas: Análise Econômica de Sistemas de Produção Agropecuária, Configuração de cadeias produtivas, Ovinocultura, Bovinocultura de Corte e Leite, Ciências Básicas e Zootecnia Geral. É professor efetivo do Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Sertão desde 2009.

Juliano Hideo Hashimoto, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Possui graduação (2001) e mestrado (2005) em Zootecnia pela Universidade Estadual de Maringá e doutorado (2010) em Produção Animal pela Universidade Federal de Pelotas. Tem experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Produção Animal, atuando nas áreas de ovinos e caprinos.

Jamile Cristina Deola Sada , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Pelotas (2005). Especialização em Produção, Tecnologia e Higiene de Alimentos de Origem Animal pela UFRGS (2008). Mestrado Profissional em Desenvolvimento Rural pela UNICRUZ (2018). Atualmente é responsável pelo manejo sanitário, atendimento clínico e cirúrgico dos animais de produção do IFRS - Campus Sertão.

References

Alberts, G. A .A., Grey, G. D., Piper, L. R.., Barker, J. S. F., Jambre, J. F. Le., &, Barger, I. A. (1987). The Genetic Resistance and Resiliense to Haemonchus contortus Infection in Young Merino Sheep. International Journal for Parasitology, 17(1), 1355-1363.

Amarante, A. F. T.(2014). Classe nematoda. In: Os parasitas de ovinos, Editora UNESP, 13-97.

Arco (2021). Associação Brasileira de Criadores de Ovinos. Padrões raciais (2021). Bagé- RS.http://www.arcoovinos.com.br/index.php/mn-srgo/mn-padroesraciais/41-suffolk.

Cezar, M. F., & SousA, W. H.(2007). Carcaças ovinas e caprinas: obtenção – avaliação – classificação. Agropecuária tropical. 232.

Cintra, M. C. R.,, Vieira, D. L., Rezende., E. A., & Molento, M. B. (2020). Avaliação econômica da utilização do tratamento seletivo nas infecções parasitárias em ovinos. Archives of Veterinary Science. 25(5) Esp. I Semana Acadêmica da Pós – Graduação em Ciências Veterinárias – UFPR (I SAPGCV), 110.

Fernandes, M. A. M., Gilaverte, S., Buzatti, A., Sprenger, L. k., Silva, C. J. A., Peres, M. T. P., Molento, M. B., & Monteiro, A. L. G. (2015a). Método FAMACHA para detectar anemia clínica causada por Haemonchus contortus em cordeiros lactentes e ovelhas em lactação. Pesq. Vet. Bras. 35(6):525-530, 10.1590/S0100-736X2015000600006.

Fernandes, A. F. A., Oliveira, J. A., & Queiroz, S. A. (2016b). Escore de condição corporal em ruminantes. ARS Veterinária. 32(11), 055-066.

Gordon, H. M. C. L., & Whitlock, A. V. (1939). A new technique for counting nematode eggs in sheep feces. Journal Council Scientific Industry Research Australia, 12, 50-52.

Kaplan, R. M., Burke, J. M., Terril, T. H., Miller., J. E., Getz, W. R.., Mobini, S., Valencia, E., Williams, M. J., Williamson, L. H., Larsen, M., & Vatta, A. F. (2004). Validation of the FAMACHA© eye color chart for detecting clinical anemia in sheep and goats on farms in southern United States. Veterinary Parasitology, 123(1), 105-120.

Oliveira, M. V., Moura, M. S., & Barbosa, F. C. (2011). Avaliação comparativa do método FAMACHA®, volume globular e OPG em ovinos. PUBVET. 5(7), 154, Art. 1039.

Machado, R., Correa, R. F., Barbosa, R. T., & Bergamaschi, M. A. C. M.(2008). Escore de condição corporal e sua aplicação no manejo reprodutivo de ruminantes. Embrapa Pecuária Sudeste – Circular Técnica 57.

Minho, A. P., & Molento, M. B. (2014). Método FAMACHA: uma técnica para prevenir o aparecimento da resistência parasitária. Revista Embrapa Pecuária Sul - Circular Técnica 46.

Molento, M. B., Veríssimo, C. J., Amarante, A. T., Van Wyk, J. A., Chagas, A. C. S., Araújo, J. V., & Borges, F. A. (2013). Alternativas para o controle de nematoides gastrintestinais de pequenos ruminates. Arquivos do Instituto Biológico. 80(2), 253-263.

Molento, M. B., Tasca, C., Gallo, A., Ferreira, M., Bononi, R.., & Stecca, E. Método FAMACHA como parâmetro clínico individual de infecção por Haemonchus contortuts em pequenos ruminantes. Ciência Rural. 34(4).

Mugambi, J. M., Audho, J. O., Njomo, S., & Baker, R. L. (2005). Evaluation of the phenotypic performance of a Red Massai and Dorper double backcross resource population: indoor trickle challenge with Haemonchus contortus. Veterinary Parasitology, 127: 263-275.

Santana, T. M., Dias, F. J., Santello, G. A., Lopes, M., Melo, T. T., Pantoja, M. C., & Almeida, L. M. A. (2016). Utilização de métodos auxiliares na identificação endoparasitária em ovelhas no Amazonas. Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal, 10(3), 436 – 446.

Silva, A. P. S. P., Santos, D. V., JR. Kohek, I., Machado, G., Hein, H. E., Vidor, A. C. M., & Coberllini, L. G. (2013). Ovinocultura do Rio Grande do Sul: descrição do sistema e dos principais aspectos sanitários e reprodutivos. Pesquisa Veterinária Brasileira. 33(12), 1453-1458.

Sotomaior, C. S., De Carli, L. M., Tangleica, L., Kaiber, B. K., & Souza, F. P. (2007). Identificação de ovinos e caprinos resistentes e susceptíveis aos helmintos gastrintestinais. Revista Acadêmica – Ciências Agrárias e Ambientais, 5(4), 397 – 412.

Storillo, V. M. (2016). Resistência, resiliência e sensibilidade de ovinos a Haemonchus contortus: comparações hematológicas e bioquímicas. Tese de Doutorado. USP.

Teixeira, M., Cavalcante, A. C. R., & Vieira, L. S. (2015). Controle de verminoses em caprinos e ovinos. Embrapa – Caprinos e Ovinos. Sobral, CE.

Ueno, H., & Gonçalves, P. C. (1998). Manual para diagnóstico das helmintoses de ruminantes. (4a ed.), Tokyo: Japan International Cooperation Agency. 143 p.

Van Wyk, J. A., & Bath, G. F. (2002). The FAMACHA system for managing haemonchosis in sheep and goats by clinically identifying individual animals for treatment. Veterinary Research, 33, 509-529.

Vilela, V. L. R., Bezerra, H. M. F. F., Bezerra, R. A., Dantas, M. O., Alcântara, E. T., Oliveira, L. V. S., Nóbrega, K. S., Calazans, F. B., Feitosa, T. F., Braga, F. R., & Molento, M. B. (2021). Sustainable agriculture: the use of FAMACHA method in Santa Ines sheep in the Semi-arid region of Brazil. Semina, 42(3), 1647-1662.

Published

29/01/2022

How to Cite

FREITAS, T. C. de .; COSTA, A. L. B. da .; SBARDELOTTO, E. M.; DEBORTOLI, E. de C. .; HASHIMOTO, J. H.; SADA , J. C. D. .; GRADIN, J. Avaliation of the body condition score and famacha in suffolk ewes based pasture system. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 2, p. e40311225860, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i2.25860. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/25860. Acesso em: 20 feb. 2024.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences