Nurses' perception about skin injuries in a pediatric hospital in the northeastern countryside

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i2.25989

Keywords:

Nursing; Assistance; Skin lesions.

Abstract

This study aimed to identify nurses' perception of skin lesions developed in a pediatric hospital in Salvador Bahia. Method: This is a qualitative research, and, in the data collection, we used the interview with a previously prepared script and the discourse analysis to systematize the material obtained. Results: the data show that nurses have mastery of techniques for injury prevention and highlight the importance of continuing education in health care. Conclusion: The peculiarities of the professionals interviewed make it possible to identify individuals who graduated for more than 2 years, 90% female and 70% aged between 31 and 40 years. Through the speeches, the importance of EFA in such injuries was observed, with the main objective of nutrition and hydration of the wound, corroborating the findings in the literature. support in decision making. It was noticed the need for continuing education mainly due to the constant changes in health, an effective skin commission to support and guide these lesions and it was observed through the speeches that the absence of materials can harm the continuity of treatment.

References

Azevedo, I. C., Costa, R. K. S & Ferreira Júnior, M. A. (2018). Perfil da produção cientifica da enfermagem nacional sobre feridas. Revista cubana de enfermería. 34 (1). Revenfermeria.sld.cu/index.php/enf/article/view/1440/339.

Aires, S. T. (2015). Diagnóstico diferencial entre dermatoses e alergia: abordagem prática. Sociedade brasileira de pediatria- SBP. Departamento científico de alergia e imunologia. http://www.sbp.com.br/src/uploads/2015/02/texto_diag_dif_dermatoses-suzana2012.pdf.

Brasil. (2012). Ministério da saúde. Conselho Nacional de Saúde. Comissão Nacional de Ética e Pesquisa – CONEP. Resolução 466/12. Sobre pesquisa com seres humanos. Brasília - DF http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html.

Brasil. (2013). Portaria Nº 529 de 1º de Abril de 2013. Institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNPS). Ministério Da Saúde. Https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0529_01_04_2013.html.

Câmara, S. M. C. (2016). Construção e validação de um protocolo de prevenção de pele para o recém-nascido em unidade de terapia intensiva neonatal. Dissertação de mestrado profissional em saúde da criança e do adolescente - Universidade Estadual do Ceará. Centro de ciências da saúde, Fortaleza.

Carvalho, G. B., Silva, F. A. A., Castro, M. E & Florêncio, R. S. (2011). Epidemiologia e riscos associados à úlceras por pressão em crianças. Cogitare enfermagem. (16) 4, 640-6.

Carvalho, J. D. A. (2020). Importância da educação continuada em enfermagem. Rev. Saberes. (12) 1. https://facsaopaulo.edu.br/wp-content/uploads/sites/16/2020/06/a-importancia-da-educa%c3%87%c3%83o-continuada-na-enfermagem..pdf.

Chaves, l. D. P & Tanaka, O. Y. (2012). O enfermeiro e a avaliação na gestão de sistemas de saúde. Rev. Esc. Enferm. USP (46) 5. https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s0080-62342012000500033.

COFEN. (2017). Relatório final da pesquisa perfil da enfermagem no Brasil - Fiocruz/Cofen. (1) 2. http://www.cofen.gov.br/perfilenfermagem/pdfs/relatoriofinal.pdf

Crozeta, K., Stocco, J. G. D., Danski, M. T. R & Meier, M. J. (2010). Úlceras por pressão em neonatos e crianças: perfil epidemiológico e clínico. Revista mineira de enfermagem. (14) 2, p 233-238.

Faria, G. B. G, et al. (2016). Conhecimento e prática dos enfermeiros sobre o cuidado com feridas. Revista enfermagem ufpe online. Recife, 10 (12).

Ferreira, A. M., Souza, B. M. V., Rigotti, M. A & Loureiro, M. R. D. (2012) Utilização dos ácidos graxos no tratamento de feridas: uma revisão integrativa da literatura nacional. Rev. Esc. Enferm - usp. (46) 3. São Paulo. https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s0080-62342012000300030.

Fontanele, F. C & Cardoso, M. V. L. (2011). Lesões de pele em recém-nascidos no ambiente hospitalar: tipo, tamanho e área afetada. Rev. Esc. Enferm. Usp (45) 1. São Paulo. https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s0080-62342011000100018.

Habiballah, L & Tubaishat, A. (206). The prevalence of pressure ulcers in the paediatric population. Journal tissue viability. (25) 2.

Hospital Martagão Gesteira. (2016). Nossa história. Martagão gesteira. http://martagaogesteira.com.br/o-martagao/.

Minayo, Maria Cecília de Souza. (2010). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. (29a ed.). https://editorialgaudencio.com.br/2013/01/02/maria-cecilia-de-souza-minayo/.

Minayo, Maria Cecília de Souza. (2013). A produção de conhecimentos na interface entre as ciências sociais e humanas e a saúde coletiva. Saúde e sociedade. https://www.scielosp.org/article/sausoc/2013.v22n1/21-31/pt/.

Prado, A. R. A, et al. (2016). O saber do enfermeiro na indicação de coberturas no cuidado ao cliente com feridas. Estima. (14) 4. 175-182.

Pereira, L. Á., Silva, K. L., Andrade, M. F. L. B & Cardoso, A. L. F. (2018). Educação permanente em saúde: uma prática possível. Rev enferm ufpe on line. Recife, 12(5). P. 1469-79. https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewfile/231116/29010.

Prodanov, C. C & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. feevale.

Rocha Neta, A. P., Cavalcante, T. B., Lima, A. B. S., Maciel, S. M., Miranda, S. M & Sousa, A. R. (2018). Caracterização epidemiológica e clínica de crianças com lesões por pressão. Revista enfermagem atual. (86).

Sampieri, R. H., Collado, C. F & Lucio, M. P. B. (2013). Metodologia de pesquisa. (5a ed.), Penso.

Santos, V. S & Costa, V. (2015). Prevenção de lesões de pele em recém-nascidos: o conhecimento da equipe de enfermagem. Texto contexto enferm, Florianópolis. 24 (3). https://www.scielo.br/pdf/tce/v24n3/pt_0104-0707-tce-24-03-00731.pdf.

Santos, K. K. (2016). Principais infecções cutâneas na infância: uma questão de educação em saúde na unidade básica de saúde sagrada família. Trabalho de conclusão de curso apresentado ao curso de especialização em estratégia saúde da família, universidade federal de minas gerais, para obtenção do certificado de especialista.

Schlüer, A. B., Schols, J. M & Halfens, R. J. (2013). Pressure ulcer treatment in pediatric patients. Adv skin wound care, (26) 11. P. 504-10.

Silva, A. C. O, et al. As principais coberturas utilizadas pelo enfermeiro. (2017). Revista uningá. (53) 2. P.117-123.

Silva, E. R & Silva, F. E. (2013). Efeitos tópicos dos ácidos graxos essenciais (AGE) – ômega 3 e 6 aplicados em feridas abertas: uma revisão Bibliográfica. Faculdades integradas promove de Brasília. Curso de bacharel em enfermagem. Brasília. http://nippromove.hospedagemdesites.ws/anais_simposio/arquivos_up/documentos/artigos/46b8b96ffbb25f50ee1137945ec1a931.pdf

Souza, A. S., Mendonça, P. K., Loureiro, M. D. R & Frota, O. P. (2018). Prevenção de lesão por pressão: ações prescritas por enfermeiros de centros de terapia intensiva. Contexto - enferm. (27) 4. Florianópolis. https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s0104-07072018000400310.

Torres, R. C., Oliveira, S. J., Abud, A. C. F & Rego, R. M. V. (2018). Implantação da comissão de prevenção e tratamento de lesões na pele em um hospital público. Revista enfermagem atual. (86) . http://reme.org.br/artigo/detalhes/1225http://revistaenfermagematual.com/arquivos/ed_86_revista_24/17.pdf.

World health organization (WHO). (2014). The conceptual framework for the international classification for patient safety. http://www.who.int/features/factfiles/patient_safety/en/

Published

06/02/2022

How to Cite

SILVA, Állif R. L. F. da .; ALMEIDA , C. R. .; FREITAS , I. S. .; PINHEIRO, L. P. . Nurses’ perception about skin injuries in a pediatric hospital in the northeastern countryside. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 2, p. e58311225989, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i2.25989. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/25989. Acesso em: 4 mar. 2024.

Issue

Section

Health Sciences