Gender and race issues in the context of organizations: a mapping of the scientific production of EnEO and EnGPR in the period 2000 to 2019

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i2.26187

Keywords:

Gender; Race; Organizational and administrative studies.

Abstract

This work explores the collection of publications of the National Association of Graduate Studies in Administration (ANPAD), specifically in the events National Meeting of Organizational Studies (EnEO) and Meeting of People Management and Labor Relations (EnGPR), identifying the articles that deal with gender issues and race relations in the organizational context. Aiming to analyze the main characteristics of publications on these topics, the methodology used qualifies the research as bibliographic and descriptive using VOSviewer. The results found indicate that the articles present a strong prevalence of works on gender, addressing issues related to inequality and describing the difficulties experienced by women when performing roles historically destined for men, such as leadership and entrepreneurial practice. The analysis of keywords and research objectives converges with this reading. The distribution of publications over time identifies a fragmentary aspect, not suggesting a strengthening of research in the field. As for the methodological aspects, the publications follow trends in the field of research in the field of organizational studies, presenting a large majority of qualitative studies, using interviews and/or case studies as a data collection technique and highlighting content analysis. in the discussion of the results.

References

Andrade, L. F. S., Macedo, A. S., & Oliveira, M. L. S. (2014). A Produção Científica em Gênero no Brasil: um panorama dos grupos de pesquisa em administração. RAM, Rev. Adm. Mackenzie. 15(6), 48-75.

Azevedo, M. C. (2007). A mulher no mercado de trabalho brasileiro. I Encontro de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho. Natal/RN.

Bastos, M.H.R., Oliveira, U.R., Souza, T.C.R., Santos, R.F., & Lago, M.M. (2019). Análise de discurso e Análise de Conteúdo: Um levantamento de suas aplicações nas ciências aplicadas membros da Administração. Brazilian Journal of Development. 5(11), 26301-26322. Curitiba.

Baylão, A. L. S., & Schettino, E. M. O. (2014). A Inserção da Mulher no Mercado de Trabalho Brasileiro. XI Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia. https://www.aedb.br/seget/arquivos/artigos14/20320175.pdf.

Cappelle, M., Brito, M., Melo, M., & Vasconcelos, K. A. (2006). Produção Científica sobre Gênero na Administração: Uma Meta-Análise. In: XXX EnANPAD. Salvador.

Cervo, A., & Bervian, P. (1996). Metodologia científica. Makron Books.

Coelho Junior, P.J., HEIN, A.S. (2021) Gênero, raça e diversidade: trajetórias profissionais de executivas negras. Organizações & Sociedade. 28, 265-293.

Conceição, E. B. da. (2009). A Negação da Raça nos Estudos Organizacionais. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração.

Costa, S. G., & Ferreira, C. Da S. (2006). Diversidade e Minorias nos Estudos Organizacionais Brasileiros: Presença e Lacunas na Última Década. IV Encontro de Estudos Organizacionais da ANPAD.

Crenshaw, K. (2002). A intersecionalidade da discriminação de raça e gênero. Observatório da saúde da população negra. https://nesp.unb.br/popnegra/index.php/biblioteca/2-genero-raca-e-saude/5-a-intersecionalidade-na-discriminacao-de-raca-e-genero.

CRUZ, A. C. da S. O. da; MEDEIROS, A. F. de. (2021) Theoretical-methodological construction of a research: an analysis of the path traveled. Research, Society and Development.10(17), p. e244101724708. 10.33448/rsd-v10i17.24708. https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/24708.

Eccel, C. S., & Grisci, C. L. I. (2010). Trabalho, Gênero e Subjetividade: A Valorização dos Engenheiros em uma Empresa do Setor Petroquímico. Encontro Nacional de Estudos Organizacionais.

Eccel, C. S., & Grisci, C. L. I. (2011). Trabalho e Gênero: a produção de masculinidades na perspectiva de homens e mulheres. CADERNOS EBAPE. 9(1).

Eco, U. (1983). Como se faz uma tese. São Paulo: Perspectiva.

Ferreira, J. B., Sadoyama, A. S. P., Correia, A. F. C., & Gomes, P. A. (2015). Diversidade e Gênero no Contexto Organizacional: um Estudo Bibliométrico. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração. 9(3), 45-66.

Fundação Perseu Abramo. (2010). Pesquisa Mulheres Brasileiras e Gênero nos Espaços Público e Privado. Fundação Perseu Abramo.

Godoi, C. K., Bandeira-De-Mello, R., & Silva, A. B. (2012). (Orgs.). Pesquisa Qualitativa em Estudos Organizacionais: Paradigmas, Estratégias e Métodos. 2. ed. Saraiva.

Lima, G. S., Lima, M. S., & Tanure, B. (2009). Os desafios da carreira da mulher executiva no Brasil. II Encontro de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho. Anais. Curitiba/PR.

López, L. C. (2012). O conceito de racismo institucional: aplicações no campo da saúde. Interface - Comunicação, Saúde, Educação. 16(40), 121-34.

Magalhães, A. F., & Paula, C. R. de A. (2016). Reflexões sobre a “Inclusão” de Minorias Sociais nas Organizações de Trabalho: Uma Análise Semiótica de uma Estratégia de Recrutamento de Pessoas do McDonald’s Brasil. IX Encontro de Estudos Organizacionais da ANPAD.

Marques, L. de S., Carvalho, B. do N., Santos, Z. J. C. G. dos, Leão, A. S. R., & Lobato, T. da C. (2021). Igualdade de gênero na participação do mercado de trabalho formal de Santarém-PA: realidade ou utopia? Research, Society and Development. 10(13). https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21653

Matos, F. R. N., Figueiredo, M. D., Quezado, I., & Mesquita, R. F. (2014). Homem com H: A norma masculina do empreendedorismo informal nas confecções de jeans de Toritama/PE. In: Encontro Nacional de Estudos Organizacionais – EnEO. Gramado/RS.

Medeiros, C. R. De O., & Silva, N.C. (2014). Homem de Verdade: Apelo a um ideal de Masculinidade em Propagandas de Fast food. Encontro Nacional de Estudos Organizacionais – EnEO.

Minayo, M. C. S. (2010). Técnicas de pesquisa: entrevista como técnica privilegiada de comunicação. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 12. ed. São Paulo: Hucitec.

Miranda, A. R. A., Mafra, F. L. N., & Cappelle, M. C. A. (2011). Relações de Gênero e Poder: Um Estudo Com Professoras-gerentes Em Uma Universidade Pública. III Encontro de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho da ANPAD.

Moraes, R. (1999) Análise de conteúdo. Revista Educação. 22(37), 7-32.

Moura, R. G. (2019). A Masculinidade Tóxica e Seus Impactos Na Vida Dos Gays Dentro das Organizações. Encontro Nacional de Estudos Organizacionais – EnEO.

Oliveira, J. K. De, & Both, L. J. R. G. (2017). A mulher negra em cargos de liderança: A influência do colonialismo e do feminismo negro nas relações de trabalho da mulher negra. CAD. ESC. DIR. REL. INT. (UNIBRASIL). Curitiba/PR. 27(2), 71-91.

Pereira, F. O., & Oliveira, J. S. de. (2017). A Intersecção entre Raça, Gênero e Imigração no Mercado de Trabalho: um Estudo com Mulheres Haitianas na Cidade de Maringá, Paraná. VI Encontro de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho da ANPAD. Curitiba/PR.

Proni, M. W., & Gomes, D. C. (2015). Precariedade ocupacional: uma questão de gênero e raça. Estud. av., 29(85), 137-151.

Rosa, A. R. (2014). Relações Raciais E Estudos Organizacionais No Brasil. Revista de Administração Contemporânea - RAC. 18(3), 240-260.

Santos, E. L. S., & Oliveira, J. S. (2019). Práticas, raça e organizações empreendedoras: um estudo com empreendedores negros na região metropolitana da cidade do Rio de Janeiro. Encontro Nacional de Estudos Organizacionais – EnEO.

Santos, J. C. S. Dos, & Antunes, E. Di D. (2011). Relações de Gêneros e Liderança nas Organizações: Rumo a um Estilo Andrógino de Gestão. III Encontro de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho. João Pessoa/PB.

Santos, R. das G., Beretta , R. C. de S. ., & Antoniassi Junior, G. (2021). Protagonismo da mulher negra: uma discussão sobre igualdade de gênero e a redução das desigualdades. Research, Society and Development. 10(15), e11101522658. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i15.22658

Silva, F.C., & Gomes Jr. A. B. (2019). Estrelas em Pauta: Revisitando o Protagonismo Negro na Corrida Espacial da Década de 1960. Encontro Nacional de Estudos Organizacionais – EnEO.

Silva, L. B. Da; & Silva, W. R. (2010). Abordagens Feministas em Estudos Organizacionais e o Movimento de Mulheres na Paraíba. VI Encontro de Estudos Organizacionais da ANPAD. Florianópolis/SC.

Soares, E. B. S., Pereira, A. D. S., Suzuki, J. A., & Emmendoerfer, M. L. (2011). Análises de dados qualitativos: intersecções e diferenças em pesquisas sobre administração pública. III Encontro de Ensino e Pesquisa em Administração e Contabilidade – EnEPQ. http://www.anpad.org.br/admin/pdf/EnEPQ261.pdf.

Taquette, S.R., & Borges, L. (2020). Pesquisa qualitativa para todos. Vozes.

Teixeira, J. C., & Oliveira, J. S. De. (2016). Por que ainda falarmos em raça, categoria destituída de valor biológico? IX Encontro de Estudos Organizacionais da ANPAD. Anais. Belo Horizonte.

Teixeira, J. C., Nascimento, M. C. R., Antonialli, L. M. (2013). Perfil de estudos em Administração que utilizaram triangulação metodológica: uma análise dos anais do EnANPAD de 2007 a 2011. RAUSP Management Journal. 48(4), 800-812.

Teixeira, J.C., Oliveira, J.S., Mesquita, J. S. (2019). Pode a Interseccionalidade ser Afrocentrada no Campo da Administração? Um Ensaio Teórico sobre as contribuições da Teoria Interseccional para a área de Administração. Encontro Nacional de Estudos Organizacionais – EnEO.

Texeira, M. O. (2008). Desigualdades salariais entre homens e mulheres a partir de uma abordagem de economistas feministas. Niterói. 9(1), 31-45.

Ubal, V. O., Moreira, M. G., Fleck, C F. (2019). Bossy Girl: O mercado está mesmo preparado para as mulheres na liderança? Encontro Nacional de Estudos Organizacionais – EnEO. Fortaleza/CE.

Vergara, S. C. (2009). Projetos e relatórios de pesquisa em administração. Atlas.

Vieira, A. Carrieri, A. P., Monteiro, P. R R., Roquete, F. F., Carneiro, L. C. B., & Guerra, V. A. (2016). Âncoras de Carreira e Gênero: estudo comparativo de estudantes da área da saúde e da engenharia. IX Encontro De Estudos Organizacionais Da ANPAD.

Vieira, A. Carrieri, A. P., Monteiro, P. R R., Roquete, F. F., Carneiro, L. C. B., & Guerra, V. A. (2016a) Diferenças de Gênero no Processo de Construção das Identidades Socioprofissionais nas Áreas da Saúde e da Engenharia. Encontro Nacional de Estudos Organizacionais - EnEO.

Vieira, A. Carrieri, A. P., Monteiro, P. R R., Roquete, F. F., Carneiro, L. C. B., & Guerra, V. A. (2016b) Âncoras de Carreira e Gênero: Estudo Comparativo de Estudantes da Área da Saúde e da Engenharia. Encontro Nacional de Estudos Organizacionais - EnEO.

Vieira, B. (2017). Mulheres negras no mercado de trabalho brasileiro: Um balanço das políticas públicas. Seminário Internacional Fazendo Gênero 11 & 13th Women’s Worlds Congress. Florianópolis.

Vieira, M., & Caldas, M. (2005). Teoria crítica e pós-modernismo: principais alternativas à hegemonia funcionalista. Revista de Administração de Empresas. 46(1), 59-70. 10.1590/S0034- 75902006000100006

Published

03/02/2022

How to Cite

BRITO, I. B. C. de; NEPOMUCENO, L. H.; NOBRE, F. C. Gender and race issues in the context of organizations: a mapping of the scientific production of EnEO and EnGPR in the period 2000 to 2019. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 2, p. e49311226187, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i2.26187. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/26187. Acesso em: 3 mar. 2024.

Issue

Section

Human and Social Sciences