Conversation circle as a qualitative methodological strategy in the production of nursing knowledge

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i6.3521

Keywords:

Nursing; Education; Comunication; Methods.

Abstract

It was aimed at approach theoretical foundations about the Conversation Circle as a qualitative methodological strategy in the production of nursing knowledge. This is a theoretical essay, which proposes the formulation of the methodological strategy of the Conversation Circle as a qualitative methodological strategy in the production of nursing knowledge, based on the circle of Culture of Paulo Freire. It provides an understanding of the need for the conversation and its potentialities, in which the actor of the research has the role of protagonist and not only a source of data for it. This space allows the subject to meet with needs, as well as to act in the reflection on the individual and collective connection with reality. It evidences the technique used as the alignment between the production of knowledge and care, expanding the nursing clinic that provides care while researching situations of community health relevance.

Author Biographies

André Ribeiro de Castro Júnior, Universidade Estadual do Ceará - UECE

Enfermeiro, Mestre em Cuidados Clínicos em Enfermagem e Saúde pela Universidade Estadual do Ceará

Maria Rocineide Ferreira da Silva, Universidade Estadual do Ceará

Esnfermeira, Doutora em Saúde Coletiva Associação Ampla pela Universidade Estadual do Ceará – Universidade Federal do Ceará; Professora adjunta do curso de graduação em enfermagem da Universidade Estadual do Ceará

References

Bondia LJ (2002). Notas sobre a experiência e o saber experiência. Revista Brasileira de Educação. 1(19)20-28.

Deleuze G, Parnet C (1998). Diálogos. Trad. Eloisa Araújo Ribeiro, São Paulo: Escuta.

Freire P (2003). Educação como prática da liberdade. 27ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Freire P (2010). Educação e mudança. 24ª ed. São Paulo: Paz e Terra.

Freire P (2015). Pedagogia do oprimido. 59ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Heidemann ITSB, Dalmolin IS, Rumor PCF, Cypriano CC, Costa NFBNA, Durand MK (2017). Reflexões sobre o itinerário de pesquisa de Paulo Freire: contribuições para a saúde. Texto & Contexto-Enfermagem. 26(4):1-8.

Merhy EE (2002). Saúde: A cartografia do trabalho vivo. 3ª ed. São Paulo: Editora Hucitec.

Minayo MCS (2013). O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 13ª Ed. São Paulo: Editora Hucitec.

Nogueira IS, Labegalini CMG, Pereira KFR, Higarashi IH, Bueno SMV, Baldissera VDA (2017). Pesquisa-ação sobre sexualidade humana: uma abordagem freiriana em enfermagem. Cogitare Enfermagem. 22(1):1-10.

Oliveira C, Jesus P, Junqueira V, Figueiredo LRU (2016). Histórias de vida e compreensão empática: uma pesquisa qualitativa sobre a estimulação da competência narrativa em estudantes de saúde. Ciência & Educação (Bauru). 22(4):975-991.

Pereira, A.S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1. Acesso em: 17 Abril 2020.

Severino AJ (2002). Metodologia do trabalho científico. 22ª ed. São Paulo: Cortez.

Silva MI, Pelazza BB, Souza JH (2016). Educação e saúde: relato de experiências de Ações educativas para saúde em comunidades Socialmente vulneráveis. Revista Eletrônica da Divisão de Formação Docente. 3(1):17-40.

Sorato J, Pires DEP, Cabral IE, Lazzari DD, Witti RR, Sipriano CAS (2014). A maneira criativa e sensível de pesquisar. Revista Brasileira de Enfermagem. 67(6):994-999.

Taquette SR., Minayo, MCS (2015). The perceptions of medical researchers on qualitative methodologies. Cadernos de Saúde Pública, 31(4):1-11.

Vendruscolo C, Klol D, Pozzebon A, Zannata EA, Bender JW, Zoocher DAA, França JR (2018). Estratégias pedagógicas que norteiam a prática de enfermeiros professores: interfaces com a educação libertadora de Paulo Freire. Inova Saúde. 7(1)93-110.

Yasui S, Garcia Junior CAS (2018). Reflexões sobre a formação para o SUS e sua articulação com a pesquisa e a in (ter) venção nos cenários das práticas e dos serviços. Interação em Psicologia. 22(3):158-166.

Published

20/04/2020

How to Cite

CASTRO JÚNIOR, A. R. de; SILVA, M. R. F. da. Conversation circle as a qualitative methodological strategy in the production of nursing knowledge. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 6, p. e112963521, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i6.3521. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/3521. Acesso em: 31 jan. 2023.

Issue

Section

Health Sciences