Benefits of the kangaroo method for low weight newborn babies: An integrative review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v12i12.43871

Keywords:

Kangaroo method; Newborn; Low weight.

Abstract

The Kangaroo Method is a neonatal intervention aimed at qualified and humanized care for premature newborns. The objective is to present the benefits of the kangaroo method for low birth weight neonates. Integrative literature study. Data collection took place from May to July 2022. Using the Ministry of Health (MS) Manual and databases from the Brazilian Library of Theses and Dissertations (BDTD), Scientific Electronic Library Online (SicELO), Google Scholar and Latin American and Caribbean Literature on Health Sciences (LILACS) using terms and descriptors such as kangaroo care, benefits, low birth weight newborns. Original articles published in full, available online and free of charge, in Portuguese, from the last five years (2017 to 2022) were selected and articles unrelated to the research objectives were excluded by reading the title and abstract. After the identification of the articles on that theme, an exploratory reading was carried out in order to verify if the articles are consistent with the theme. Then, a thorough reading was carried out for analysis and further discussion.

References

Abreu, M. Q. S, Duarte, E. D., & Dittz, E. S. (2020). Construção do apego entre o binômio mãe e bebê pré-termo mediado pelo posicionamento canguru. Rev. de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro. 10. https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1150296

Alves, F. N. (2019) Impacto da segunda e terceira etapa do Método Canguru nas variáveis clínicas neonatais: do nascimento ao sexto mês de idade gestacional corrigida. 71 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) -Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia

Baseggio, D. B. et al. (2017). Vivências de mães e bebês prematuros durante internação neonatal. Temas Psicol. Trends in Psychology, 25(1), 153-167. https://www.redalyc.org/journal/5137/513754916010/html/

Brasil. Conselho Nacional de Saúde. (2016). Resolução nº510, de 07 de abril de 2016. Ética em pesquisa em Ciências Humanas e Sociais. http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2016/Reso510.pdf.

Brasil. (2017). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Atenção Humanizada aos recém-nascido. Método canguru: manual técnico. 3.ed. [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_humanizada_metodo_canguru_manual_3ed.pdf.

Brasil. (2019). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Método canguru: diretrizes do cuidado. 1ed. revisada [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/metodo_canguru_diretrizes_cuidado_revisada.pdf.

Chagas, M. A. et al. (2017). Percepção das mães acerca da vivência do método canguru. C&D-Revista Eletrônica da FAINOR. 10 (3) 424-35, 2017.

Dantas, J. M., Leite, H. C., Querido, D. L., Esteves, A. P. V. S., Almeida, V. S., Haase., M. M. M. C., & Labolita, T. H. (2018). Percepção das mães sobre a aplicabilidade do método canguru. Rev enferm UFPE [Internet]. 12(11): 2944-51 https://pesquisa.bvsalud.org/portal/?lang=pt&q=au:%22Leite,%20Helder%20Camilo%22

Feitosa, A. R.S. et al. (2018). Cuidados de enfermagem na prevenção de lesões de pele em recém-nascidos prematuros: revisão integrativa. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research. 22, (1) 100-106 https://www.mastereditora.com.br/periodico/20180303_175311.pdf

Leite Junior, J. J.; Pereira, M. C. A; & Costa, S. M. G. (2019). Método Canguru: cuidado humanizado no período puerperal. Rev. Cienc.Saude Nova Esperança. João Pessoa. 17(3), 44-50 https://revista.facene.com.br/index.php/revistane/article/view/160.

Lima, L. M., Reis, E. A. F., Silva, E. M., & Moura, J. P. G. (2020). Cuidados de enfermagem na termorregulação de recém-nascidos prematuros: revisão integrativa. Cogitare enferm. 25, e70889. http://dx.doi.org/10.5380/ce.v25i0.70889

Lopes, T. R. G., Carvalho, J. B. L., Alves, T. R. M., Medeiros, A. B., Oliveira, S. S., & Miranda, F. A. N. (2019). Vivência de pais com o Método Canguru: revisão integrativa. Rev Rene. 20(1) e41687 https://pesquisa.bvsalud.org/portal/?lang=pt&q=au:%22Lopes,%20Tha%C3%ADs%20Rosental%20Gabriel%22.

Lotto, C. R., & Linhares, M. B. M. (2018). Contato “Pele a Pele” na prevenção de dor em bebês prematuros: revisão sistemática da literatura. Trends Psychol. 26(4): 1699-1713 https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2358-18832018000401699&lng=en&nrm=iso&tlng=PT

Morais, A. C., Guirardi., S. N. & Miranda., J. O. F. (2020). Práticas de aleitamento materno em unidade de terapia intensiva neonatal. Rev baiana enferm. 34 e35643 https://portalseer.ufba.br/index.php/enfermagem/article/view/35643/21032

Medeiros, A. M. C. et al. (2018) Tempo de transição alimentar na técnica sonda-peito em recém-nascidos baixo peso do Método Canguru. CoDAS, Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, 30, (2).

Menezes, T. N. (2017) Benefícios advindos do método mãe canguru para o RN de baixo peso. Universidade Tiradentes. International Nursing Congress. 9-12. https://eventos.set.edu.br/index.php/cie/article/viewFile/5815 /2168

Menezes, D. D. O., Santos, D. V., & Morais, A. C. M. (2020). Vivência dos pais nas etapas hospitalares do método canguru: revisão integrativa. Revista Eletrônica. 55. https://doi.org/10.25248/reas.e3731.2020

Nunes, A. M. L. (2022). A importância do método canguru para recém-nascidos prematuros e/ou de baixo peso ao nascer. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação. 8 (2) 400-407 https://www.periodicorease.pro.br/rease/article/view/4186.

Pinheiro, M. R., & Carr, A. M. G. (2019). A eficácia do método mãe canguru em comparação aos cuidados convencionais em uma UTI Neonatal. Brazilian Journal of Health Review. 2 (2) 1039-1048 https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/1295

Santos, P. F., Silva, J. B., & Oliveira, A. S. (2017). Percepção da enfermagem sobre o método mãe-canguru: revisão integrativa. Rev Eletrôn Atualiza Saúde. 6 (6) 69-79. https://atualizarevista.com.br/wpcontent/uploads/2017/08/percep%23U00e7%23U00e3o-da-enfermagem-sobre-om%23U00e9todo-m%23U00e3e-canguru-revis%23U00e3o-integrativa-v-6-n-6.pdf.

Santos, A. P., & Sapucaia., C. O. A (2021). Influência do método canguru no tempo de internação do recém-nascido prematuro em unidades hospitalares: uma revisão integrativa. Revista Pesquisa em Fisioterapia. 11(1) 252-272 https://www5.bahiana.edu.br/index.php/fisioterapia/article/view/3399

Santos, M. K. R., & Veras, M.C. A. (2019). Utilização do método canguru nas unidades de terapia intensiva neonatal. (2019). 20f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Enfermagem) - Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos.

Silva, M. P. B. et al. (2021). A utilização do método canguru em Unidades de Terapia Intensiva Neonatal. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento. 10 (6) https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15901/14160.

Silva, A. S., Costa, J. P., Figueiredo, L. S. M., Menezes, J. V, Gandra, V. D., Rodrigues, T. D. N., Silva, F. J. S., & Paineiras-Domingos, L. L. ( 2020). A Importância do Método Canguru na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal: uma revisão de literatura. Rev. BrasTerap e Saúde. 10 (2), 1-6 http://omnipax.com.br/RBTS/artigos/v10n2/RBTS-10-2-1.pdf

Silva, S. D. C., & Santos, P. M. (2018). Efetividade do Método Canguru em Relação à Redução da Mortalidade e Morbidade Neonatal. Ensaios e Ciências Biológicas Agrárias e da Saúde, 22 (3) 186-193. http:/10.17921/1415-6938.2018v22n3p186-193 /dx.doi.org/

Stelmak, A., Mazza, V. A., & Freire, M. H. S. (2017). O valor atribuído pelos profissionais de enfermagem aos cuidados preconizados pelo método canguru. Revista de Enfermagem UFPE on line, 11(9) 3376-3385.

Rocha, A. M. & Chow-Castillo, L. A. (2020) Os benefícios do Método Mãe Canguru na UTI neonatal. Educandi & Civitas, 3(1). https://educandiecivitas.openjournalsolutions.com.br/index.php/educandiecivitas/article view

Sousa, S. C. et al. (2019) Fortalecimento do vínculo entre a família e o neonato prematuro. Rev. enferm. UFPE on line. 13(2). https: //doi.org/ 10.5205/1981-8963-v13i02a236820p298-306-2019

Souza, J. R. et al. (2019). Método canguru na perspectiva dos profissionais de saúde de uma unidade de neonatologia. Enfermagem em Foco. 10 (2) 30-35

http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/1604

Sousa, M. F., Silva, A. A., Paula, R. T., Reis, T. M., & Resende, M. A. (2018). A Importância da aplicação de método canguru em recém-nascidos prematuros. Rev Eletrônica Acervo Saúde. https://www.acervosaude.com.br/doc/REAS133.pdf

Teixeira, M. A. et al. (2019) Implantação do Método Mãe Canguru: Revisão Integrativa. Revista de psicologia, 13 (44) 828-840.

Zirpoli, D. B. et al. (2019). Benefits of the Kangaroo Method: An Integrative Literature Review/Benefícios do Método Canguru: uma revisão integrativa. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online. 11 (2) 547-554 https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-969301

Published

11/11/2023

How to Cite

ALVES, T. C. P. .; COSTA, F. J. L. dos S. . .; ASSIS, J. . T. de .; LORETTI, E. . H. . .; MENDES, F. H. S. . Benefits of the kangaroo method for low weight newborn babies: An integrative review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 12, n. 12, p. e41121243871, 2023. DOI: 10.33448/rsd-v12i12.43871. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/43871. Acesso em: 22 feb. 2024.

Issue

Section

Review Article