Hospitalizations beacuse of Diabetes Mellitus in brazilian elderly and its regional implications in the last 10 years

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i8.5106

Keywords:

Hospitalization; Diabetes Mellitus; Elderly.

Abstract

Objective: Obtain a historical analysis of data related to hospitalizations, total amount spent and days dedicated to diabetes mellitus by a unit of the Brazilian Federation of Ancients over the past 10 years. Methodology: it is an ecological, retrospective study and time series with censorial data from the Health Unic System Department of Informatics. Results: the peak of hospitalizations in Brazil between 2009 and 2019 occurred in the year 2011 and the year with the most expenses with hospitalizations in 2019. The Northeast stood out together with the Southeast leading the variables in all age groups. For all age groups and all variables, the Middle West has the lowest number of hospitalizations among all Brazilian regions. Conclusion: the number of hospitalizations, hospitalization days and the total amount spent by Diabetes Mellitus in the last 10 years for the elderly shows a crucial characteristic, except in 2012 and 2016. The southeast leads the analysis majority, followed by the noreste, the sur, North and, finally, the Middle West.

Author Biographies

Bartolomeu Fagundes de Lima Filho, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Departamento de Fisioterapia, UFRN.

Nathalia Priscilla Oliveira Silva Bessa, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Departamento de Fisioterapia da UFRN

Ana Clara Teixeira Fernandes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Departamento de Fisioterapia da UFRN

Ikaro Felipe da Silva Patrício, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Departamento de Fisioterapia da UFRN

Rachel Naara Silva de Souza, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Departamento de Fisioterapia da UFRN

Fabrícia Azevedo da Costa Cavalcanti, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Departamento de Fisioterapia da UFRN

References

Araujo Filho, A. C. A., Almeida, P. D., de Araujo, A. K. L., Sales, I. M. M., de Araújo, T. M. E., & da Rocha, S. S. (2017). Perfil epidemiológico do diabetes mellitus em um estado do nordeste brasileiro Epidemiological profile of Diabetes Mellitus in a northeastern brazilian state. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online, 9(3), 641-647.

Borba, A. K. D. O. T., Arruda, I. K. G., Marques, A. P. D. O., Leal, M. C. C., & Diniz, A. D. S. (2019). Conhecimento sobre o diabetes e atitude para o autocuidado de idosos na atenção primária à saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 24, 125-136.

Brasil, Ministério da Saúde (novembro, 2018). Posicionamento do Ministério da Saúde sobre o programa Mais Médicos. Agência Saúde. Acesso em 10 de maio de 2020. Disponível em <http://portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/44685-osicionamento-do-ministerio-da-saude-sobre-o-programa-mais-medicos>

Costa, A. F., Flor, L. S., Campos, M. R., Oliveira, A. F. D., Costa, M. D. F. D. S., Silva, R. S. D., & Schramm, J. M. D. A. (2017). Carga do diabetes mellitus tipo 2 no Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 33, e00197915.

Gonçalves, R. F., Bezerra, A. F. B., Tanaka, O. Y., Santos, C. R. D., Silva, K. S. D. B., & Sousa, I. M. C. D. (2019). Influência do Mais Médicos no acesso e na utilização de serviços de saúde no Nordeste. Revista de Saúde Pública, 53, 110.

Klafke, A., Duncan, B. B., Rosa, R. D. S., Moura, L. D., Malta, D. C., & Schmidt, M. I. (2014). Mortalidade por complicações agudas do diabetes mellitus no Brasil, 2006-2010. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 23, 455-462.

Leite, M. T., Dal Pai, S., Quintana, J. M., & da Costa, M. C. (2015). Doenças crônicas não transmissíveis em idosos: saberes e ações de agentes comunitários de saúde. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, 7(2), 2263-2276.

Macedo, J. L., Oliveira, A. S. D. S. S., Pereira, I. C., Reis, E. R., & Magalhães, M. D. J. S. (2019). Perfil epidemiológico do diabetes mellitus na região nordeste do Brasil. Research, Society and Development, 8(3), 25.

Malta, D. C., Duncan, B. B., Schmidt, M. I., Machado, Í. E., Silva, A. G. D., Bernal, R. T. I., ... & Szwarcwald, C. L. (2019). Prevalência de diabetes mellitus determinada pela hemoglobina glicada na população adulta brasileira, Pesquisa Nacional de Saúde. Revista Brasileira de Epidemiologia, 22, E190006-SUPL.

Malta, D. C., Andrade, S. S. C. D. A., Oliveira, T. P., Moura, L. D., Prado, R. R. D., & Souza, M. D. F. M. D. (2019). Probabilidade de morte prematura por doenças crônicas não transmissíveis, Brasil e Regiões, projeções para 2025. Revista Brasileira de Epidemiologia, 22, e190030.

Meiners, M. M. M. D. A., Tavares, N. U. L., Guimarães, L. S. P., Bertoldi, A. D., Pizzol, T. D. S. D., Luiza, V. L., ... & Merchan-Hamann, E. (2017). Acesso e adesão a medicamentos entre pessoas com diabetes no Brasil: evidências da PNAUM. Revista Brasileira de Epidemiologia, 20, 445-459.

Ministério da Saúde. (2011). Portaria nº 719, de 7 de abril de 2011. Institui o Programa Academia da Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde. Diário Oficial da União.

Ministério da Saúde (2015). Programa Mais Médicos - dois anos: mais saúde para os brasileiros.

Nicolau, S., Batista, K. J. D., Moura, A. A., & Montarroyos, J. S. (2018). Práticas de educação em saúde realizadas por enfermeiros para pacientes do programa Hiperdia. Journal of Management & Primary Health Care, ISSN 2179-6750, 9.

Oliveira, F. P. D., Pinto, H. A., Figueiredo, A. M. D., Cyrino, E. G., Oliveira Neto, A. V. D., & Rocha, V. X. M. D. (2019). Programa Mais Médicos: avaliando a implantação do Eixo Formação de 2013 a 2015. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 23, e170949.

Pan, B., Ge, L., Xun, Y. Q., Chen, Y. J., Gao, C. Y., Han, X., ... & Tian, J. H. (2018). Exercise training modalities in patients with type 2 diabetes mellitus: a systematic review and network meta-analysis. International Journal of Behavioral Nutrition and Physical Activity, 15(1), 72.

Penido, Alexandre (2018). 97,2% das vagas do Mais Médicos já foram preenchidas. Agência Saúde. Acesso em 10 de maio de 2020. Disponível em <http://portalms.saude. gov.br/noticias/agencia-saude/44772-97-2-das-vagas-do-mais-medicos-já foram-preenchidas>.

Pinto, H. A; Sales, M. J. T.; Oliveira, F. P. ; Brizolara, R.; Figueiredo, A. M. de; Santos, J. T. dos (2014). O Programa Mais Médicos e e o fortalecimento da Atenção Básica. Divulgação em saúde para debates, 51:105-20.

Queiroz, D. B., de Oliveira, L. C., de Araújo, C. M., & dos Reis, L. A. (2016). Perfil de internações de idosos em uma clínica de neurociências de um hospital público. Revista Enfermagem Contemporânea, 5(1).

Sociedade Brasileira de Diabetes (2019). Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2019-2020. O que é diabetes? Acesso em 10 de maio de 2020. Disponível em <https://www.diabetes.org.br/publico/diabetes/oque-e-diabetes>

Souza, S. J. P. D., Larocca, L. M., Chaves, M. M. N., & Alessi, S. M. (2015). A realidade objetiva das Doenças e Agravos Não Transmissíveis na enfermagem. Saúde em Debate, 39, 648-658.

Viacava, F., Porto, S. M., Carvalho, C. D. C., & Bellido, J. G. (2019). Desigualdades regionais e sociais em saúde segundo inquéritos domiciliares (Brasil, 1998-2013). Ciência & Saúde Coletiva, 24, 2745-2760.

Published

20/06/2020

How to Cite

LIMA FILHO, B. F. de; BESSA, N. P. O. S.; FERNANDES, A. C. T.; PATRÍCIO, I. F. da S.; SOUZA, R. N. S. de; CAVALCANTI, F. A. da C. Hospitalizations beacuse of Diabetes Mellitus in brazilian elderly and its regional implications in the last 10 years. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 8, p. e40985106, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i8.5106. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/5106. Acesso em: 9 feb. 2023.

Issue

Section

Health Sciences