Bromatological quality and productivity of hydroponic maize forage cultivated in different substrates

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.8216

Keywords:

Forage; Hydroponic; Productivity; Substrate; Supplementation.

Abstract

The objective of this work was to evaluate the productivity and the chemical quality of hydroponic corn forage grown on different substrates. The experiment was conducted at the Federal Institute of Science and Technology of Roraima – Campus Novo Paraíso, in the municipality of Caracaraí, Roraima, Brazil. The experiment was carried out in a randomized block design, with five sowing rates (treatments) and four replications. Hybrid corn seeds 2022 were used, sown on a double-sided canvas. When germination started, fertigation with nutrient solution was carried out. The evaluation occurred on the 10th day after sowing and included determination of plant height (cm) and roughage productivity (kg m² and t ha-¹) and bromatological analyses (% N, PB, FDA, NDF and NDT). For bromatological analyses, corn plants were collected, dried in an oven at 65 ºC and then crushed. The productivity of natural forage (k m² and t ha-¹), plant height and the neutral fiber content (NDF) of hydroponic corn were higher at the sowing rate of 2.5 kg m². These variables were influenced by the sowing rate and type of substrate, but resulted in a lower crude protein content. The results show that sugarcane bagasse was a suitable substrate for hydroponic corn, which is justified by the fact that it presents fewer moisture losses, avoiding the loss of nutrients in the nutrient solution. At a sowing rate of 1.0 kg m², the forage produced had a higher content of nitrogen, crude protein and total digestible nutrients, which are important for animal nutrition.

Author Biographies

Maria Lorrayne de Araújo Leal, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima

Acadêmica de Engenharia agronomica

Romildo Nicolau Alves, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima

Professor Doutor do IFRR-Campus Novo Paraíso

Tarcisio Gomes Rodrigues, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima

Professor EBTT Msc. Agronomia 

Fernando Gomes de Souza, Universidade Federal de Roraima - EAGRO

Professor Doutor em Agronomia Tropical

Davair Lopes Teixeira Júnior, Universidade Federal do Acre

Doutorando em Produção Vegetal - Universidade Federal do Acre, Brasil

Jaíne Furtado de Sousa, Universidade Federal de Roraima

Academica de Engenharia Agronomica

João Pedro Santos do Nascimento, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima

Academico de Engenharia Agronomica

Hiago Souza Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima

Acadêmico do curso Bacharelado em Engenharia Agronomica-IFRR

References

Amorim, et al. (2001). Composição bromatológica e degradabilidade in situ da planta de milho (Zea mays) produzida por hidroponia. In: Reunião anual da sociedade brasileira da zootecnia, 38., Piracicaba, SP. Anais... Piracicaba: SBZ, 2001. (CD ROOM, Forragicultura).

Araújo, V. S., et al. (2008). Forragem hidropônica de milho cultivada em bagaço de cana e vinhoto. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, 7(3), 251-64.

Araújo, N. C., et al. (2015). Cultivo hidropônico de milho fertirrigado com urina humana como fonte alternativa de nutrientes. Irriga, 20, 718-729.

Campêlo, J. E. G., et al. (2007). Forragem de milho hidropônico produzidos em diferentes substratos. Revista Brasileira de Zootecnia, 36(2), 276-281.

Campos, F. P., et al. (2004). Métodos de análise de alimentos. Piracicaba: FEALQ.

Crevelari, J. A. (2011). Forragem hidropônica de milho cultivado em bagaço de cana de açúcar, com diferentes densidades de semeadura e diluições de vinhoto. 34. (Monografia de Graduação) – Campos dos Goytacazes – RJ, UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

Fraga, T. M., et al. (2012). Influência de três variedades de milho (Zea mays, L.) e dois substratos na produção de forragem hidropônica. Nucleus Animalium, 1(1),10 - 20.

Ferreira, D. F. (2014). Sisvar: a computer statistical analysis SYSTEM. Ciência Agrotecnologia - UFLA. 35(6). 1039 – 1042.

Locatelli, T. (2016). Forragem hidropônica de milho cultivado em bagaço de cana e capim napier com diferentes soluções nutritivas. 54. (Monografia de Graduação) – Campos dos Goytacazes – RJ, UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

Manhães, N. E., et al (2011). Forragem de milho hidropônico cultivado em bagaço de cana-de açúcar, com diferentes densidades de semeadura e concentrações de vinhoto. Revista Cadernos de Agroecologia, 6(2), 14-23.

Matos, D. C., Teixeira, E. C. (2016). Avaliação do rendimento e da qualidade bromatológica da forragem de milho hidropônico produzida com diferentes fertilizantes. 58. (Monografia de Graduação) – Brasília - DF- Universidade de Brasília / Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária.

Naik, P. K,. et al. (2017). Effect of seed rate on yield and proximate constituents of different parts of hydroponics maize fodder. Indian Journal of Animal Sciences. 6(2), 1032 – 1042.

NRC - National Research Council (1996). Nutrient requeriment of beef cattle. (7a ed.), Washington: National Academy Press.

Nussio, C. L. (2010). Metabolismo de carboidratos estruturais. In: Editores: Berchielli, T. T., Oliveira, A. V. P., Gisele, S de. Nutrição de ruminantes. Jaboticabal: Funep, 193 -238.

Pereira, A. S., et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed.

UAB/NTE/UFSM. Recuperado de https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_

Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Piccolo, M. A. (2013). Forragem verde hidropônica de milho produzida em substratos orgânicos residuais utilizando água residuária de bovino. Revista Ceres, Viçosa, 60(4),544-551.

Rocha, R. J. S., et al. (2014). Produtividade e composição química da forragem hidropônica de milho em diferentes densidades de semeadura no substrato casca de arroz. Revista Científica de produção animal, 16, 25-31.

Santana, D. C. et al. (2020). Cultivo de forragem hidropônica de inverno no ecótono cerrado pantanal. Research, Society and Development, 9(6), e74963377, 2020(CC BY 4.0) ISSN 2525-3409 | DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i6.3377

Santos, M. J., et al. (2015). Produção e composição bromatológica de milho e sorgo cultivados hidroponicamente sem substrato. Anais. In: Academia Pernambucana de Ciência Agronômica.

Simão, C. (2016). Características agronômicas e nutrição do milho safrinha em função de épocas de semeadura e adubação. 70. (Dissertação de mestrado) - Universidade Federal de São João Del-Rei, Minas Gerais.

Van soest, P. J. (1967). Development of a comprehensive system of feed analysis and its application to forage. Journal Animal Science, 26(1), 119-128.

Van soest, P. J. (1963). Use of detergents in the analysis of fibrous feeds. A rapid method for the determination of fiber and lignin. Journal of the Association Official Agricultural Chemists, 46(5), 829-835.

Colocar espaço entre uma referência e outra. Lembre que usamos APA.

Downloads

Published

19/09/2020

How to Cite

CHAVES, J. da S.; LEAL, M. L. de A.; ALVES, R. N.; RODRIGUES, T. G. .; SOUZA, F. G. de .; TEIXEIRA JÚNIOR, D. L. .; SOUSA, J. F. de .; NASCIMENTO, J. P. S. do; SILVA, H. S. . Bromatological quality and productivity of hydroponic maize forage cultivated in different substrates. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 10, p. e759108216, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i10.8216. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/8216. Acesso em: 27 jun. 2022.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences