Plickers digital resource for evaluating high school students

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.8378

Keywords:

Plickers application; Evaluation platform; Evaluation test; Student evaluation.

Abstract

The Plickers application is a tool that allows the application of rapid tests in the classroom, which could be used to complement or replace traditional assessment. The objective of the present study was to demonstrate how the Plickers application can be used in evaluations, as well as to report classroom experiences after using this tool. The Plickers application consists of a website and an application available for smartphones that are free and available in the English language. To perform the test, students must be provided with answer cards containing four answer alternatives in square format. The side of the square pointing upwards provides the option of the alternative chosen by the student to answer the question. At the time of the test, the teacher starts the application on the smartphone and reads the answers. After application, he can access the answer files and download them, with all the questions answered. In this way, the Plickers tool allows the teacher to carry out constant evaluations, allowing to measure the student's learning from class to class, with a reduced expense of paper. It is important to note whether the school offers the resources, such as the internet and a multimedia projector, to implement the tool.

References

Avaliação. (2020). In: DICIO, Dicionário Online de Português. Porto: 7Graus. Recuperado de https://www.dicio.com.br/avaliacao/#:~:text=substantivo%20feminino%20Ato%20de%20avaliar,de%20uma%20obra%20de%20arte.

Brasil. (1996). L. D. B. Lei 9394/96–Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Recuperado de http://www. Planalto. gov. br/ccivil_03/leis/l9394. htm.

Campos, C. F. & De Paula, L. B. (2020). O uso da internet na educação e o panorama brasileiro atual. Revista Científica e-Locução, 1(17), 21-21.

Canizares, E. M., & Zini, C. A. (2007). As implicações da Convenção de Estocolmo para a indústria de celulose e papel. Acesso em, 10(8), 2009

Costa, M. E. & Piva, S. Z. (2020). O uso do smartphone por adolescentes: a percepção dos pais. Psicologia-Tubarão. 1-21.

da Conceição, M. R. C.; de Oliveira, A. L. & dos Reis, D. A. (2020). Legislações educacionais e o uso de recursos tecnológicos em sala de aula: uma análise da realidade escolar de Minas Gerais. Research, Society and Development, 9(8), e641985697-e641985697.

Ditzz, Á. J. M. & Gomes, G. R. R. A. (2017). Utilização do aplicativo plickers no apoio à avaliação formativa. Revista Tecnologias na Educação, 19(19), 1-13.

dos Reis, D. A. & Júnior, N. V. (2019). Games como estratégia de ensino de ciências para abordar o saneamento básico. Research, Society and Development, 8(12), e428121846-e428121846.

Grunfeldt, M.; de Sena, S. & Alves, A. G. (2019) Desenvolvimento e avaliação de um aplicativo/jogo móvel para a revisão de conteúdo escolar. Games e gamificação, 14(8), 51.

Laburú, C. E.; da Silva, D. &Vidotto, L. C. (2005). Avaliação tradicional e alternativa no ensino: um estudo comparativo. Semina: Ciências Sociais e Humanas, 26(1), 27-42.

Mancuso, R. A (1993). Evolução do Programa de Feiras de Ciências do Rio Grande do Sul: avaliação tradicional x avaliação participativa. Dissertação de metrado. Universidade Federal de Santa Catarina. 1-334.

Marinho-Araujo, C. M. & Rabelo, M. L. (2015). Valiação educacional: a abordagem por competências. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), 20(2), 443-466.

Nunes, V. & Couto, R. (2017). Uso do aplicativo plickers dentro da proposta de metodologia ativa. In: Congresso Internacional ABED de Educação a Distância. 23. 1-9.

Rico. I. M. (2017). Concepções de avaliação: pedagogia tradicional, pedagogia nova e pedagogia tecnicista. Recuperado de https://docplayer.com.br/25565210-Concepcoes-de-avaliacao-pedagogia-tradicional-pedagogia-nova-e-pedagogia-tecnicista.html.

Santomauro. B. (2010). Como corrigir os erros dos alunos com o objetivo de ajudá-los a avançar. Recuperado de https://novaescola.org.br/conteudo/1479/como-corrigir-os-erros-dos-alunos-com-o-objetivo-de-ajuda-los-a-avancar.

Saviani, D. (2005). As concepções pedagógicas na história da educação brasileira. Texto elaborado no âmbito do projeto de pesquisa “O espaço acadêmico da pedagogia no Brasil”, financiado pelo CNPq, para o “projeto”, 20, 21-7.

Sorj, B., & Lissovsky, M. (2011). Internet nas escolas públicas: política além da política. Centro Edelstein de Pesquisas Sociais. Rio de Janeiro.

Spizzirri, R. C. P.; Wagner, A.; Mosmann, C. P. & Armani, A. B. (2017). Adolescência conectada: Mapeando o uso da internet em jovens internautas. Psicologia Argumento, 30(69), 327-335.

Vygotsky, L. S. (1984) A Formação Social da Mente. São Paulo: Martins Fontes.

Weber, R. G. (2012). Estudo das dificuldades de leitura e interpretação de textos matemáticos em enunciados de problemas por alunos do ensino médio. Dissertação de mestrado. Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia. 1-84.

Published

19/09/2020

How to Cite

FREITAS, M. L. de O. .; DIAS, F. P. .; REIS, D. A. dos . Plickers digital resource for evaluating high school students. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 10, p. e689108378, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i10.8378. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/8378. Acesso em: 25 jun. 2022.

Issue

Section

Education Sciences