Labor judicial mediation from the experience of CEJUSC-JT/Olinda: a case study

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.8743

Keywords:

Conflict; Alternative dispute resolution (ADR); Judicial mediation; Justice; Culture of Peace; Non-violent communication (CNV); CEJUSC; Case study.

Abstract

Part of a broader investigation, this research aimed to analyze the practice of labor mediation from the perspective of mediators and the institutional experience developed in the case-unit, the Judicial Center for Consensual Methods of Dispute Resolution (CEJUSC-JT/Olinda). At the secondary level, the aim was to explore the experience of the Center, highlighting the determining factors of performance, as well as the challenges faced in this practice. In this attempt, the triangulation of methods (documentary, case study and Grounded theory) was adopted as a methodological strategy, with an essentially qualitative design, followed by content analysis. The immersion confirmed the success of the model, highlighting the repercussions of initiatives by the CEJUSC-JT/Olinda administration and its team, especially mediators. In fact, the substantive theories formulated led to the identification of success factors, such as the preparation of the environment and the people involved in mediation procedures. The Center's practices differ on the periphery of the legal (mandatory) rite through its policies and actions. Among these policies, the self-care policy stands out, aimed at people involved in the Center's activities, mediators and support staff. With regard to structural challenges, the parties' resistance to the experiences of mediation and conciliation stands out, the bellicose spirit present in some relationships and the very limitations of the practice in cases of conflicts involving existential damages. These results led to the realization of the need to proceed with the screening of conflicts, aiming at more efficient and effective treatment.

Author Biographies

Yumara Lúcia Vasconcelos, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Professora da Universidade Federal Rural de Pernambuco e do PPGDH – Programa de Pós-graduação em Direitos Humanos da UFPE

Ana Cristina da Silva, Universidade Federal de Pernambuco

PPGDH - Programa de pós graduação em Direitos humanos 

Juíza do trabalho do TRT6 e discente do PPGDH – Programa de Pós-graduação em Direitos Humanos da UFPE (mestranda).

Adlineri Saile Nogueira Mariano Remígio, Universidade Federal de Pernambuco

PPGDH-UFPE - PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

Professora convidada da disciplina de Ética da UNICAP no curso de Dir. do Trabalho e Processo do Trabalho da UNICAP e discente do PPGDH – Programa de Pós-graduação em Direitos Humanos da UFPE(mestranda)

José de Lima Albuquerque, Universidade Federal Rural de Pernambuco

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO.

Maria José Matos Luna, Universidade Federal de Pernambuco

PPGDH-UFPE - PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

Docente do PPGDH – Programa de Pós-graduação em Direitos Humanos da UFPE.

References

Andrews, T., et al. (2017). A metodologia da teoria fundamentada nos dados clássica: considerações sobre sua aplicação na pesquisa em enfermagem. Revista Texto Contexto Enferm, 26 (4).

Barroso Filho, J. (2015). Apresentação. In: Trevisam, Elisaide. Trabalho escravo no Brasil contemporâneo: entre as presas da clandestinidade e as garras da exclusão. Curitiba: Editora Juruá.

Bicudo, M. A. V.. (2011). Pesquisa Qualitativa Fenomenológica: Interrogação, Descrição E Modalidades. In: Bicudo, M. A. Vi.. Pesquisa Qualitativa Segundo A Visão Fenomenológica. São Paulo: Editora Cortez.

Bohnsack, R. (2020). Pesquisa Social Reconstrutiva: Introdução Aos Métodos Qualitativos. Rio De Janeiro, Petrópolis: Vozes.

García V, M. C. (2013) La Mediación Como Sistema Alternativo Y Complementario De Resolución De Conflictos En La Jurisdicción Contencioso-Administrativa. Revista Jurídíca De Castilla Y León. Número 29. Enero. Issn: 2254-3805 Arbitraje Y Mediación.

Chimpén, C. A. L., García, M. S. S. (2015). Mediación: la búsqueda del caminho alternativo. Argentina, Libertador San Martín: Universidad Adventista Del Plata.

Dorado Picón, A. (2013) El Arbitraje y la mediación en España. Revista Jurídíca de Castilla y León. Número 29. Enero ISSN: 2254-3805 Arbitraje Y Mediación.

Fazenda, I. C. A. (2002). Interdisciplinaridade: um projeto em parceria. São Paulo: Edições Loyola.

Freitas Jr., A. R. Contribuição da Ciência Política para um conceito operativo de conflito e uma pragmática responsável da mediação. In: Freitas Jr., Antonio Rodrigues de. (Coord.) Serau Jr., Marco Aurélio. (Org.) (2014) Mediação e direitos humanos: temas atuais e controvertidos. São Paulo: LTr, 9-14.

Sousa, M. F., Gandra, K. C. de C. (2013) A crise do judiciário e a mediação como uma forma alternativa para resolução de conflitos familiares. Revista de Direito Brasileira.

Gaspar, D. G. (2016) Subordinação potencial. São Paulo: LTr.

Gerring, J. (2019). Pesquisa de estudo de caso: princípios e práticas. Petrópolis, RJ: Editora Vozes.

Holly, M L. (2015). Altrichter, Herbert. Diários de pesquisa. In: Somekh, Bridget. Lewin, Cathy. Teoria e métodos de pesquisa social. Petrópolis, RJ: Editora Vozes.

López, C. J. V. (2013). Mediación laboral. Madrid: Editorial Dykinson.

Martins, G. A. (2008). Estudo de caso: uma estratégia de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Mancuso, Rodolfo de Camargo. (2019). Acesso à justiça: condicionantes legítimas e ilegítimas. Salvador: Editora Jus PODVM, 5-556.

Mazo Alvarez, H. M. (2013). Mediation as a Tool of Restorative Justice. Opin. jurid. Medellín.

Mendes, É.o B. (2014). Resolução de n. 125 do Conselho Nacional de Justiça: modelos de mediação e conciliação. In: FREITAS Jr., Antonio Rodrigues de. (Coord.) SERAU Jr., Marco Aurélio. (Org.) Mediação e direitos humanos: temas atuais e controvertidos. São Paulo: LTr.

Morais, J. N. (2020). Justiça restaurativa: o reencontro com a legitimidade e suas possibilidades no sistema brasileiro. Andradina: Meraki.

Pereira, F. C., Hernanz, E. G. (2014). Mediation and Theory. Madrid, Espanha: Dykinson.

Torres Osorio, E. (2013). La Mediación a la luz de la tutela judicial efectiva. Espanha, Salamanca: Ediciones Universidad Salamanca.

Rêgo, N. M. M. (2014). La contribución del poder judicial a la protección de los derechos humanos de la tercera generación: especial referencia al derecho al desarrollo. Espanha, Salamanca: Ediciones Universidad de Salamanca.

Renedo, J, Mª J. Mediación, conciliación y arbitraje en el ordenamiento laboral español. la solución extrajudicial de conflictos laborales en castilla y león. el acuerdo interprofesional sobre procedimientos de solución autónoma de conflictos laborales (asacl). (2013) Revista Jurídíca de Castilla y León. Número 35. Enero ISSN: 2254-3805 Arbitraje Y Mediación.

Strauss, A., Corbin, J. (2008) Pesquisa qualitativa: técnicas e procedimentos para o desenvolvimento de teoria fundamentada. (2a ed.) Porto Alegre: Artmed.

Sousa, N. Q. M. de. (2014). Conciliação humanista: aplicação da abordagem centrada na pessoa na resolução dos conflitos judiciais. Rev. abordagem Gestalt. Goiânia, 20(1), 94-103.

Somekh, B., et al. (2015). Pesquisa nas Ciências Sociais. In: Somekh, Bridget. Lewin, Cathy. Teoria e métodos de pesquisa social. Petrópolis, RJ: Editora Vozes.

Vasconcelos. Y. L., et al. (2015). Método de Estudo de Caso como Estratégia de Ensino, Pesquisa e Extensão. UNOPAR Cient., Ciênc. Human. Educ., Londrina, 16(1), 49-59.

Vergara, S. C. (2006). Métodos de pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas.

Zapparolli, C. R., Kröhenbühl, M. C. (2012). Negociação, mediação, conciliação, facilitação assistida, prevenção, gestão de crises nos sistemas e suas técnicas. São Paulo: LTr.

Zanella, A. V. (2005). Sujeito e alteridade: reflexões a partir da psicologia histórico-cultural. Psicologia & Sociedade, 17(2), 99-104.

Zehr, H. (2015). Justiça restaurativa. São Paulo: Palas Athena.

Published

07/10/2020

How to Cite

VASCONCELOS, Y. L. .; SILVA, A. C. da .; REMÍGIO, A. S. N. M. .; ALBUQUERQUE, J. de L. .; LUNA, M. J. M. . Labor judicial mediation from the experience of CEJUSC-JT/Olinda: a case study. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 10, p. e5359108743, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i10.8743. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/8743. Acesso em: 8 aug. 2022.

Issue

Section

Human and Social Sciences