Khan Academy Platform and Mathematics education: what the research says

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.8801

Keywords:

Khan academy platform; Didactic resource; State of art.

Abstract

The present work consists of surveying research related to the Khan Academy platform and its use in the area of Education. CAPES, SciELO, Google Scholar and Google databases were used as a search tool. Ten works were selected, using state of the art methodology and categorical analysis for data treatment. Half of the works present elements that point to benefits not only for students, but also for teachers. Among the results of the researches analyzed, there is unanimity that the use of technological didactic resources favors teaching and, therefore, the learning process. However, there are counterpoints that cover the content approach on the platform, as well as the need for time and planning so that the teacher can explore and personify teaching.

References

Aflitos, O. L., Albuquerque, T. K. A., Oliveira, L. A. F., Moura, M. K., Moura, L. S. N., & Simão, A. M. R. (2018). Khan Academy- uma ferramenta gamificada em ensino e aprendizagem de Matemática. Areté. Manaus, 11(23), 1-12 Recuperado de: http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/872.

Araújo, V. D. S. (2017). Khan Academy : possibilidades do uso do jogo como ferramenta de apoio pedagógico no ensino e aprendizagem de frações no ensino fundamental. 2017. Dissertação. Mestrado em Metodologias para o Ensino de Linguagens e suas Tecnologias. UNOPAR – Universidade Norte do Paraná. Londrina. Recuperado de http://repositorio.pgsskroton.com.br/bitstream/123456789/10286/1/DISSERTA%C3%87%C3%83O%20VALDECI%20ARA%C3%9AJO%20-%20BIBLIOTECA%20-%20Final%2026-01-18%20novo.pdf.

Azevedo, A. B., & Moraes, C. A. P. (2017). Khan Academy: uma ferramenta de auxílio no processo de ensino/ aprendizagem da Matemática. Educação & Linguagem, 20 (1),167-182. Recuperado de https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/article/vie w/8717.

Bardin, L. (2011). Análise de Conteúdo. São Paulo, SP, Edições 70.

Bierwagen, G. S. (2018). Plataforma Khan Academy na Educação Básica. In: Congresso Internacional de Educação e Tecnologias - CIET - ENPED. São Carlos - SP. Anais, 1-11. Recuperado de http://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article /download/825/420/.

Brandão, Z., Baeta, A. M. B., & Rocha, A. D. C. (1986). Evasão e repetência no Brasil: a escola em questão. Rio de Janeiro, RJ: Dois Pontos.

Burke, B. (2015). Gamificar: como a gamificação motiva as pessoas a fazerem coisas extraordinárias. São Paulo, SP, DVS Editora.

Cândido, P. Comunicação em Matemática. In: Smole, K. C. S., & Diniz, M. I. S. V. (orgs.). (2001). Ler, escrever e resolver problemas: habilidades básicas para aprender matemática. Porto Alegre, RS: Artmed.

Duarte, P.V.C. (2018). Plataforma khan academy: uma análise de suas potencialidades na visão de professores do ensino fundamental I de um Município do Interior de São Paulo. 2018. Dissertação. Mestrado em Educação e Ciências Humanas. Centro de Educação e Ciências Humanas. Universidade Federal de São Carlos. São Carlos, SP. Recuperado de: https://repositorio.ufscar.br/bitstream/handle/ufscar/10683/Priscila%20Vandrea%20Camargo%20Duarte.pdf?sequence=1&isAllowed=y.

Johannsen, D.M. (2019). Inserção de Khan Academy nas aulas de Matemática do 9º ano ensino fundamental: um estudo de caso. Monografia. Pós-graduação Lato Sensu em Informática instrumental. Universidade Aberta do Brasil. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Recuperado de: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/1018 3/194950/001094830.pdf?sequence=1&isAllowed=y.

Orozco-Gómez, G. (1998). Uma pedagogia para os meios de comunicação. Entrevista. Entrevistadora R. Fígaro. In: Comunicação e Educação, São Paulo, 77-88.

Sena, I. (2014). Aprendendo Matemática através do “Khan Academy”. 2014. Monografia. Especialização em Fundamentos da Educação: Práticas Pedagógicas. Universidade Estadual da Paraíba – UEPB. Princesa Isabel, PB. Recuperado de: http://dspace.bc.uepb.ed u.br/jspui/bitstream/123456789/8702/1/PDF%20-%20ITALO%20VIDERES%20D E%20OLIVEIRA%20SENA.pdf

Tractenberg, L., Barbastefano, R., & Struchiner, M. (2010). Ensino Colaborativo Online (ECO): uma experiência aplicada ao ensino da Matemática. Bolema, Rio Claro - SP, 23 (37), 1037-1061. Recuperado de: https://www.semanticscholar.org/paper/Ensino-Colaborativo-Online-(ECO)%3A-uma-experi%C3%AAncia-Tractenberg-Barbastefano/d9a3555084033257618 0df01924d3d160d6af02e.

Tomazi, D.R. (2016) A plataforma Khan Academy para o ensino de Matemática do 4o ano do Ensino Fundamental : aspectos teóricos e práticos. . Dissertação. Mestrado em Docência para a Educação Básica.Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Faculdade de Ciências. Bauru, São Paulo. Recuperado de https://repositorio.unesp.br/handle/11449/151185

Vergara, A. C. E., Hinz, V. T., & Lopes, J. L. B. (2018). Como Significar a Aprendizagem de Matemática Utilizando os Modelos de Ensino Híbrido. Revista Thema, 15(3), 885-90. Recuperado de http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/download/962/862.

Villar, C. R. B. S., & Gomes, T. S. (2017). Uso da plataforma Khan Academy no laboratório de informática em uma escola da rede municipal de Santos: incentivo e motivação ao aprendizado de Matemática. Revista Educação Online, 25, 40-62. Recuperado de: http://educacaoonline.edu.puc-rio.br/index.php/eduonline/article/view/329.

Published

04/10/2020

How to Cite

LOCATELLI, C. W. .; KOGA, T. L. .; PRADO, E. de A. .; TESTONI, L. A. .; LOCATELLI, S. W. . Khan Academy Platform and Mathematics education: what the research says. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 10, p. e4899108801, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i10.8801. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/8801. Acesso em: 28 jun. 2022.

Issue

Section

Review Article