Social identity of nursing students in a public University of Rio de Janeiro, Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.8908

Keywords:

Social Identification; Nursing Students; Demography.

Abstract

Objective: To reveal the sociodemographic profile of Nursing students from a Public University in Rio de Janeiro, Brazil, regarding the variables Sex, Color / ethnicity / race were used; Age, Marital status, Presence of Offspring, Cohabitation and Responsible for family. Methods: It is a qualitative, exploratory-descriptive, field research, which is an excerpt of a doctoral thesis. For data analysis, simple and non-inferential statistics were used. The sample included 25 Nursing students from the fifth period. Results: The sociodemographic variables were tabulated in absolute and relative values ​​for a profile mapping of students. Conclusion: The findings of the present study allowed the mapping of the sociodemographic profile of the studied population, demonstrating the structure of the group, thus obtaining a fraction of the social identity of these students. The study evidenced that the profile of the participants is composed, for the most part, of young adults, female, single, without children, belonging to classes D and E who seek Nursing because of their affinity or desire for insertion in the health area.

Author Biographies

Emíllia Conceição Gonçalves dos Santos, Universidade Federal Fluminense

Doutoranda pela Universidade Federal Fluminense. Licenciatura em Enfermagem e Obstetrícia, Especialista em Clínica Médica e Cirúrgica, Mestre em Ciências do Cuidado em Saúde, Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense (EEAAC-UFF). Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.

Mauro Leonardo Salvador Caldeira dos Santos, Universidade Federal Fluminense

Enfermeiro, Doutor em Filosofia da Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina. Prof. Associado IV da Universidade Federal Fluminense. Professor do Programa da Pós-Graduação da Escola de Enfermagem Mestrado e Doutorado da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense (EEAAC-UFF). Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.

Yasmin Saba de Almeida, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Bacharel e Licenciatura em Enfermagem pela Universidade Federal Fluminense. Pós-graduanda 'lato sensu' em Gestão em Saúde pela Escola de Administração e pelo Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre, Rio Grande do Sul, RS, Brasil.

Rosimeire Areias Rodrigues da Costa, Universidade da Amazônia

Enfermeira formada pela Faculdade Roraimense de Ensino Superior. Especialista em vigilância em Saúde e Enfermagem em Ginecologia e Obstetrícia. Professora da Universidade da Amazônia (UNAMA). Amazônia, Brasil.

Elza Beatriz Bispo Lourenço, Universidade Estácio de Sá

Enfermeira formada pela Universidade Estácio de Sá (UNESA), campus Niterói. Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.

Wesley Barcellos de Assis, Hospital Universitário Antônio Pedro

Enfermeiro do Hospital Universitário Antônio Pedro da Universidade Federal Fluminense (HUAP-UFF), especialista em Epidemiologia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.

References

Acuri, E. A. M., Araújo, T. L., & Oliveira, M. A. C. (1983). Fatores que influenciaram alunos ingressantes na Escola de Enfermagem da USP, em 1981, na escolha da Enfermagem como opção profissional. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 17(1), 5-19. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/reeusp/article/download/135637/131496

Anastasiou, L. G. C., & Alves, L. P. (2015). Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. (10a ed). Editora UNIVILLE.

Corrêa, A. K., Prebill, G. M., Ruiz, J. C., Mello e Souza, M. C. B., & Santos, R. A. (2018). O perfil do aluno ingressante em um curso de bacharelado e licenciatura em enfermagem de uma instituição de ensino superior pública. Educação em Revista, 34, e185913. https://doi.org/10.1590/0102-4698185913

Cruz, I. C. F. (2003). As pesquisas em Enfermagem: aspectos teóricos e metodológicos da categoria raça/cor/etnia. Online Brazilian Journal of Nursing, 2(1), 21-26. Recuperado de http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/viewFile/4804/pdf_478

Frota, M. A., Wermelinger, M. C. M. W., Vieira, L. J. E. S., Neto, F. R. G. X., Queiroz, R. S. M., & Amorim, R. F. (2020). Mapeando a formação do enfermeiro no Brasil: desafios para atuação em cenários complexos globalizados. Ciência & Saúde Coletiva, 25(1), 25-35. https://doi.org/10.1590/1413-81232020251.27672019

Gonçalves dos Santos, E. C., Silva Júnior, O. C. da, Saba de Almeida, Y., Nazareno Cosme, F. M., & Cavalcanti Valente, G. S. (2019). A configuração identitária da enfermeira: percursos, escolhas e decisões de estudantes de Enfermagem. Temperamentvm, 15, e12036. Recuperado de http://ciberindex.com/c/t/e12036

Gunn, J. L. (2016). Considering the history of interprofessional education and practice in the United States. Nursing History Review, 24(1), 65-68. https://doi.org/10.1891/1062-8061.24.65

Hall, S. (2020). A identidade cultural na pós-modernidade (12ª ed.). Lamparina Editora.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [IBGE]. (2018). Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira: 2018.

Lei nº 12.852, de 05 de agosto de 2013. (2013, 06 agosto). Institui o Estatuto da Juventude e dispõe sobre os direitos dos jovens, os princípios e diretrizes das políticas públicas de juventude e o Sistema Nacional de Juventude - SINAJUVE. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2011-2014/2013/Lei/L12852.htm

Luchesi, L.B. (2008). Imagem do enfermeiro segundo a visão de estudantes do ensino médio: desenvolvimento de questionário multidimensional [Tese de Doutorado, Universidade de São Paulo]. Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. https://doi.org/10.11606/T.22.2008.tde-28072011-153612

Machado, M. H., Filho, W. A., Lacerda, W. F., & Oliveira, E. (2016). Características gerais da Enfermagem: o perfil sócio demográfico. Enfermagem em Foco, 7(esp.), 09-14. https://doi.org/10.21675/2357-707X.2016.v7.nESP.686

Martínez-Angulo, P., & Rich-Ruiz, M. (2018). Efectos de una intervención reflexiva sobre la imagen profesional en estudiantes de enfermería. Index de Enfermería, 27(1-2), 90-94. Recuperado de http://ciberindex.com/c/ie/e11670

Mena Tudela, D., & González Chordá, V. (2018). Imagen social de la enfermería, ¿estamos donde queremos? Index de Enfermería, 27(1-2), 5-7.Recuperado de http://ciberindex.co m/c/ie/e11506

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. UFSM, NTE.

Resolução CNE/CP nº1, de 18 de fevereiro de 2002. (2002, 19 fevereiro). Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Recuperado de http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/res1_2.pdf

Santos, ECG. (2018). A configuração identitária da enfermeira: percursos, escolhas e decisões de graduandos de Enfermagem. [Dissertação de Mestrado, Universidade Federal Fluminense]. Repositório Institucional da Universidade Federal Fluminense. Recuperado de https://app.uff.br/riuff/handle/1/9447

Silva, T. A., & Freitas, G. F. (2018). Perfil sociodemográfico, socio-culturales y académicos de estudiantes de enfermería en una institución de educación privada. Cultura de los cuidados, (52), 129-141. Recuperado de http://ciberindex.com/c/cc/52129cc

Sindicato de Enfermería [SATSE]. (2015). Radiografía de la Enfermería española: visión política y visibilidad social. Recuperado de https://bibliosjd.files.wordpres s.com/2015/05/informe-radiografc3ada-de-la-enfermerc3ada-espac3b1ola.pdf

Published

12/10/2020

How to Cite

SANTOS, E. C. G. dos; SANTOS, M. L. S. C. dos; ALMEIDA, Y. S. de .; COSTA, R. A. R. da; LOURENÇO, E. B. B.; ASSIS, W. B. de . Social identity of nursing students in a public University of Rio de Janeiro, Brazil. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 10, p. e6439108908, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i10.8908. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/8908. Acesso em: 25 jun. 2022.

Issue

Section

Health Sciences