Perception of humanization from the perspective of the professional nurse and the user

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.9087

Keywords:

Humanization; Nurse's Look; User perception.

Abstract

Introduction: Several policies were created in order to rescue humanized care in the health-disease process, however, an individual involvement of professionals is necessary to achieve this humanization. Objective: To analyze the perception of humanization from the perspective of the professional nurse and the user. Materials and methods: This is a field research, with an exploratory qualitative approach, carried out at Hospital Dom Pedro de Alcântara in Feira de Santana-BA, during the month of October 2019. A questionnaire was applied to five nurses and six users hospitalized in the oncology sector. Results and Discussions: After reading the semi-structured questionnaires, the data were extracted and grouped according to the answers and presented in two tables so that the reader can understand the sociodemographic profile of the nurses and the participating users. In addition, four categories of subjects were organized (Perception of humanization; Academic training and humanization; Humanization in practice; Looking at the nurse) that emerged in the responses of participants in the format of tables to favor the organization of fragments of speeches, and then discussed in the light of relevant literature. Conclusion: The perception of humanization in the different views that the present study sought to investigate reveals that there is a big difference from the perspective of the professional nurse in relation to the user.

References

Barros, R. B., & Passos, E. (2005). Humanização na saúde: um novo modismo? Interface - Comunicação, Saúde, Educação, São Paulo, 9 (17), 389-394. Recuperado em 18 set., 2020, de https://www.researchgate.net/publication/250989290_Humanizacao_na_saude_Um_novo_modismo.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70. Recuperado em 18 set., 2020, de http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/291.

Brasil. (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado. Recuperado em 18 set., 2020, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm.

Brasil. (1990). Casa Civil. Lei 8.080 de 19 de setembro de 1990. Brasília. Recuperado em 18 set., 2020, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8080.htm.

Brasil. (2001). Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES nº 4, de 07 de novembro de 2001. Institui diretrizes curriculares nacionais do curso de graduação em medicina. Recuperado em 18 set., 2020, de https://abmes.org.br/legislacoes/detalhe/796/resolucao-cne-ces-n-4.

Brasil. (2003). Ministério da Saúde. Secretaria-Executiva. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. HumanizaSUS. Política Nacional de Humanização: a humanização como eixo norteador das práticas de atenção e gestão em todas as instâncias do SUS. Brasília: Ministério da Saúde. Recuperado em 18 set., 2020, de https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/biblioteca/humanizasus-politica-nacional-de-humanizacao-pnh/.

Brasil. (2020). Instituto Nacional do Câncer. Estimativa 2020: incidência de câncer no Brasil. Recuperado em 14 de set., 2020, de https://www.inca.gov.br/publicacoes/livros/estimativa-2020-incidencia-de-cancer-no-brasil.

Campos, G. W. S. (2005). Humanização na saúde: um projeto em defesa da vida. Interface: Comunicação Saúde e Educação, 9 (13), 398-400. Recuperado em 18 set., 2020, de https://www.scielo.br/pdf/icse/v9n17/v9n17a16.pdf.

Caprara, A., & Rodrigues, J. (2004). A relação assimétrica médico paciente: repensando o vinculo terapêutico. Ciência & Saúde Coletiva, 9 (1), 139-146. Recuperado em 18 set., 2020, de https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232004000100014&script=sci_abstract&tlng=pt.

Gauderer, E. C. (1998). Os direitos do paciente: um manual de sobrevivência. 6ª ed. Rio de Janeiro: Record.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2018). Características étnico-raciais da população. Rio de Janeiro. Recuperado em 18 set., 2020, de https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao/9372-caracteristicas-etnico-raciais-da-populacao.html.

Lima, J. O. R., Esperidião, E., Munari, D. B., & Brasil, V. V. (2011). A formação ético-humanista do enfermeiro: um olhar para os projetos pedagógicos dos cursos de graduação em enfermagem de Goiânia, Brasil. Interface. Botucatu, 15 (39), 1111-1126. Recuperado em 18 set., 2020, de https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-32832011005000031&script=sci_abstract&tlng=pt.

Minayo, M. C. S. (2004). O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 8 ed. São Paulo: HUCITEC. Recuperado em 18 set., 2020, de https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232007000400030&script=sci_arttext&tlng=pt.

Mori, M. E., & Oliveira, O. V. M. (2009). Os coletivos da Política Nacional de Humanização (PNH): a cogestão em ato. Interface (Botucatu), Botucatu, 13 (1), 627-640. Recuperado em 14 set., 2020, de http://www.scielo.br/scielo.php?script= sci_arttext&pid=S1414-32832009000500014&lng=en&nrm=iso.

Organização das Nações Unidas. (1948). Declaração Universal dos Direitos Humanos. Recuperado em 18 set., 2020, de https://nacoesunidas.org/direitoshumanos/declaracao/.

Ribeiro, J. O., Tavares, M., Esperidião, E. & Munari, B. (2005). Análise das diretrizes curriculares: uma visão humanista da formação do enfermeiro, Revista de Enfermagem da UERJ, 13 (3), 403-409. Recuperado em 18 set., 2020, de https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/bde-14548.

Theobald, M. R., Santos, M. L. M., Andrade, S. M. O. & De-Carli, A. D. (2016). Percepções do paciente oncológico sobre o cuidado. Physis, Rio de Janeiro, 26 (4), 1249-1269. Recuperado em 18 set., 2020, de https://www.researchgate.net/publication/316305503_Percepcoes_do_paciente_oncologico_sobre_o_cuidado.

Published

18/10/2020

How to Cite

EVANGELISTA, A. S.; SANTOS NETO, E. S.; MACHADO, J. C.; OLIVEIRA, L. E. A. .; LIMA, K. G.; GALVÃO, C. R.; SILVA, M. E. C.; COELHO, J. M. F.; PINHEIRO, I. M.; SAMPAIO, L. M. de A.; SANTOS, Êlayne M. M.; SOUZA, A. F. de. Perception of humanization from the perspective of the professional nurse and the user. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 10, p. e7659109087, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i10.9087. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/9087. Acesso em: 26 jun. 2022.

Issue

Section

Review Article