Literacy and scientific lettering: dimensions of scientific education

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.9302

Keywords:

Scientific literacy; Scientific lettering; Scientific education; Science teaching.

Abstract

Considering that scientific education is important for individual development and insertion in society, the present work seeks to conceptualize the expressions scientific literacy and scientific lettering. The reflections depart from the framework of language for later transposition to the area of science teaching. It is proposed that despite points of convergence and approximation, the terms scientific literacy and scientific lettering cannot be taken as synonyms and it is suggested that scientific literacy consists of levels of scientific lettering. To defend the proposition practical contributions are presented. Finally, we reaffirm that scientific literacy and scientific lettering are distinct aspects of and for science education.

References

Bargalló, C. M. Aprender Ciências a través del lenguaje. Educar, 27-39, 2005.

Cachapuz, A., Carvalho, A. M. P., Gil-Pérez, D. (2012). O ensino de ciências como compromisso científico e social: caminhos que percorremos. São Paulo: Cortez.

Cachapuz, A., Gil-Perez, D., Carvalho, A. M. P., Praia, J., Vilches, A. (Org.) (2011). A necessária renovação no ensino de ciências. (2a ed.) São Paulo, SP: Cortez.

Cagliari, L. C. (2002). Alfabetização e ortografia. Educar, 20, 43-58. Recuperado de http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.263

Chassot, A. (2003). Alfabetização científica: uma possibilidade de inclusão social. Revista Brasileira de Educação, 22 (1), 89-100. Obtido em http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782003000100009

Chassot, A. (2007). Educação conSciência. (2a ed.). Santa Cruz do Sul: EDUNISC.

Cunha, R. B. (2018). O que significa alfabetização ou letramento para os pesquisadores da educação científica e qual o impacto desses conceitos no ensino de ciências. Ciência & Educação, 24 (1), 27-41. Recuperado de http://dx.doi.org/10.1590/1516-731320180010003

Delizoicov, D., Angotti, J., Pernambuco, M. M. (2011). Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez.

Meneghetti, F. K. (2011). O que é um ensaio-teórico? Revista de administração contemporânea, 15(2), 320-332.

Mortimer, E. F., Chagas, A. N., Alvarenga, V. T. (1998). Linguagem científica versus linguagem comum nas respostas escritas de vestibulandos. Investigações em Ensino de Ciências, 3 (1), 7-19. Recuperado de https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/i ndex.php/ienci/article/view/622

Ogunkola, B. J. (2013). Scientific Literacy: Conceptual Overview, Importance and Strategies for Improvemen. Journal of Educational and Social Research, 13(1), 265-274. Recuperado de https://doi.org/10.5901/jesr.2013.v3n1p265

Oliveira, T., Freire, A., Carvalho, C., Azevedo, M., Freire, S. Baptista, M. (2009). Compreendendo a aprendizagem da linguagem científica na formação de professores de ciências. Educar, 34, 19-33. https://doi.org/10.1590/S0104-40602009000200002

Pozo, J. I., & Crespo, M. A. G. (2009). A aprendizagem e o ensino de ciências: do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. (5a ed.) Porto Alegre: Artes Médicas.

Sasseron, L. H. & Carvalho, A. M. P. (2011). Alfabetização científica: uma revisão bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências, 16 (1), 59-77. Recuperado de https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/246

Sasseron, L. H. (2015). Alfabetização científica, ensino por investigação e argumentação: relações entre ciências da natureza e escola. Revista Ensaio, 17 (especial), 49-67. http://dx.doi.org/10.1590/1983-2117201517s04

Sepulveda, C., El-Hani, C. N. (2006). Apropriação do discurso científico por alunos protestantes de biologia: uma análise à luz da teoria da linguagem de Bakhtin. Investigações em Ensino de Ciências, 11 (1), 29-51. Recuperado de https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/ index.php/ienci/article/view/501

Shwartz, Y., Ben-Zvi, R., Hofstein, A. (2006). The use of scientific literacy taxonomy for assessing the development of chemical literacy among high-school students. Chemistry Education Research and Practice, 7 (4), 203-225. Recuperado de http://dx.doi.org/10.1039/B6RP90011A

Soares, M. B. (1985). Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação, 25 (1), 1-13.

Soares, M. B. (2004). Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação, 1 (25), 1-17. Obtido em http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782004000100002

Published

18/10/2020

How to Cite

RUPPENTHAL, R.; COUTINHO, C.; MARZARI, M. R. B. . Literacy and scientific lettering: dimensions of scientific education. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 10, p. e7559109302, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i10.9302. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/9302. Acesso em: 25 jun. 2022.

Issue

Section

Human and Social Sciences