Chemotherapic extravasation: the nurse's role in oncological emergency

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.9400

Keywords:

Cancer; Extravasation of chemotherapeutic drugs; Oncological emergency; Oncology nursing.

Abstract

The extravasation of antineoplastic chemotherapy drugs in the peripheral route, results from negligent or accidental actions during the administration of chemotherapy. The present study aimed to review the scientific production aimed at the nurse's performance in the management and prevention of the extravasation of chemotherapeutic agents, through an integrative literature review, in the Scielo and VHL databases, between the years 2008 to 2020, using the combination of the following terms: nursing and chemotherapy; extravasation of chemotherapeutic drugs; oncological nursing; oncological emergency. 778 articles were obtained, of which 19 (2.44%) were selected, which point out that nurses have limited information about the risks that involve the handling, administration and disposal of antineoplastic agents, as well as the procedures after extravasation. We observed that nurses who work in the oncology field need scientific improvement and adequate training to perform the activities of the sector, in order to minimize the risks of leakage and improve the care provided to the patient.

References

Amaral, L. B. D. M. X. (2020). Cuidado de enfermagem nos efeitos adversos na quimioterapia para câncer de mama: revisão narrativa da literatura. Monografia. Universidade Federal do Tocantins.

Amorim, B. F., Kameo, S. Y., Silva, G. M., Hardman, G. L., Costa, J. D. S., & Ramos, M. J. O. (2020). Extravasamento de trastuzumabe emtansina: manejo em paciente oncológico. Rev. enferm. UFPE on line, 1-9.

Araki, A. P. et al. Análise do índice de extravasamento e cuidados de Enfermagem em uma clínica privada Congresso de Cancerologia – CONCAN, 2012. Disponível em: <https://www.grupooncoclinicas.com/inorp/nossos-resultados/analise-do-indice-de-extravasamento-e-cuidados-de-enfermagem-em-uma-clinica-privada/>. Acesso em: 10 out. 2020

Baroni, F. C. A. L., Oliveria, J. C. D. M., Guimarães, G. D. L., Matos, S. S. D., & Carvalho, D. V. (2013). O trabalhador de enfermagem frente o gerenciamento de resíduo químico em unidade de quimioterapia antineoplásica. REME rev. min. enferm, 554-559.

Brateibach, V., Domenico, E. L. B., Berlezi, E. M., Loro, M. M., Rosanelli, C. L. S. P., Gomes, J. S., & Kolankiewicz, A. C. B. (2013). Sintomas de pacientes em tratamento oncológico. Revista Ciência & Saúde, 6(2), 102-9.

Brito, C. D. D., & Lima, E. D. R. D. P. (2012). Dispositivo intravascular periférico curto mais seguro para infusão de quimioterápicos antineoplásticos vesicantes: o que a literatura diz. Revista Mineira de Enfermagem, 16(2), 275-279.

Bruno, M. L. M., Barbosa, I. M., Sales, D. S., de Menezes, A. V. B., Gomes, A. F., & Alves, M. D. S. (2014). Condutas de enfermagem no extravasamento de quimioterápicos antineoplásicos: protocolo operacional padrão. Journal of Nursing UFPE/Revista de Enfermagem UFPE, 8(4).

Caldeira, b. M., & Galbiatti-dias, a. L. S. (2017). Acompanhamento e avaliação dos efeitos adversos da quimioterapia em pacientes com câncer de mama. Revista Corpus Hippocraticum, 1(1).

Chanes, D. C., Dias, C. G., & Gutiérrez, M. G. R. (2008). Extravasamento de drogas antineoplásicas em pediatria: algoritmos para prevenção, tratamento e seguimento. Revista Brasileira de Cancerologia, 54(3), 263-273.

Correia, J. N., Albach, L. S. P., & Albach, C. A. (2011). Extravasamento de quimioterápicos: conhecimentos da equipe de enfermagem. Revista Ciência & Saúde, 4(1), 22-31.

Costa, A. G., Costa, M. S. C. R., da Silva Ferreira, E., de Sousa, P. C., dos Santos, M. M., Lima, D. E. D. O. B., & Ramos, A. M. P. C. (2019). Conhecimento dos Profissionais de Enfermagem sobre Segurança do Paciente Oncológico em Quimioterapia. Revista Brasileira de Cancerologia, 65(1).

Fernandes, I. C., & Mello, A. A. (2010). Entendendo e combatendo o câncer. TEMA-Revista Eletrônica de Ciências (ISSN 2175-9553), 7(10/11).

Freitas, K. A. B. S. (2015). Estratégias para a administração segura de antineoplásicos [dissertação]. Botucatu (BR): Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu.

Gasparini Junior, J. L. et al. Extravasamento de quimioterápico-melhorias para garantia da segurança do paciente. [s.l: s.n.].

Gozzo, T. O., de Almeida, T. D., & da Cruz, L. A. P. (2018). < b> Notificação de extravasamento de agentes quimioterápicos em um hospital universitário-Notification of extravasation of chemotherapeutic agents in a university hospital< b. Ciência, Cuidado e Saúde, 17(2).

Guimarães, R. D. C. R., Gonçalves, R. P. F., de Almeida Lima, C., Torres, M. R., & de Oliveira, C. S. (2015). Ações de enfermagem frente às reações a quimioterápicos em pacientes oncológicos. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, 7(2), 2440-2452.

Instituto Nacional do Câncer- INCA (2020). Recuperado de: https://www.inca.gov.br/numeros-de-cancer.

Jackson-Rose RN, B. S. N., Groman, A., Dial, L. S., Leah Atwell, M. S. N., Judy Graham, M. S., Semler, R. O. N., & Eileen Costantinou, M. S. N. (2017). Chemotherapy Extravasation: establishing a national benchmark for incidence among Cancer Centers. Clinical Journal of Oncology Nursing, 21(4), 438.

Kaliks, R. A. (2016). Avanços em oncologia para o não oncologista. einstein (São Paulo), 14(2), 294-299.

Lima Ribeiro, S., Schwartz, E., Feijó, A. M., dos Santos, B. P., Garcia, R. P., & Lise, F. (2015). Incidentes críticos experienciados no tratamento da doença oncológica. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, 5(3).

Maia, P. G. (2009). A atividade da equipe de enfermagem e os riscos relacionados à exposição a quimioterápicos antineoplásicos no setor de oncologia de um hospital público do estado do Rio de Janeiro. (Doctoral dissertation).

Maia, V. R. (2010). Protocolos de Enfermagem. Administração de quimioterapia antineoplásica no tratamento de hemopatias malignas. Hemório.

Marquesin, A. P., Campanaro, M. P., & Herr, G. E. G. (2016). Extravasamento de quimioterápicos e a equipe de enfermagem. Relato de experiência. Evento: XVII Jornada de Extensão da Unijuí.

Melo, J. M. A., Oliveira, P. P. D., Souza, R. S., Fonseca, D. F. D., Gontijo, T. F., & Rodrigues, A. B. (2019). Prevention and conduct against the Extravasation of antineoplastic chemotherapy: a scoping review. Revista Brasileira de Enfermagem, 73(4).

Mendes, M. D. R. (2013). Normas de atuação em caso de extravasão de citotóxicos injetáveis: experiência profissionalizante na vertente de farmácia comunitária, hospitalar e investigação (Doctoral dissertation).

Mendonça, A. B., Pereira, E. R., Magnago, C., Barreto, B. M. F., Goes, T. R. P., & Silva, R. M. C. R. A. (2018). Sequenciamento de infusão de antineoplásicos: contribuições para a prática de enfermagem oncológica baseada em evidência. Revista Eletrônica de Enfermagem, 20.

Moysés, A. M. B., SÁ, L., Vanzo, D. S. D., Pavan, F. A. G., Borges, M. S., & Machado, S. H. (2011). Índice de extravasamento de quimioterapia antineoplástica em cateter venoso periférico e totalmente implantado. Seção de Enfermagem da Central de Quimioterapia e Oncologia, (2).

Oliveira, PPD, Santos, VEP, Bezerril, MDS, Andrade, FBD, Paiva, RDM, & Silveira, EAAD (2019). Segurança do paciente na administração de quimioterapia antineoplásica e de imunoterápicos para tratamento oncológico: revisão do escopo. Texto & Contexto- Enfermagem, 28.

OMS. Organização Mundial da Saúde. Guide to cancer early diagnosis, Geneva: World Health Organization; 2017. Recuperado de https://canceratlas.cancer.org/about/

Pikó, B., Laczó, I., Szatmári, K., Bassam, AA, Szabó, Z., Ócsai, HH, & Csotye, JJ (2013). Visão geral da gestão de extravasamento e possibilidades de redução de risco com base em dados da literatura. Journal of Nursing Education and Practice, 3 (9), 93.

Pinho, M. S., Abreu, P. A., & Nogueira, T. A. (2016). Atenção Farmacêutica a pacientes oncológicos: uma revisão integrativa da literatura. Revista Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde, 7(1).

Prado, B. B. F. D. (2014). Influência dos hábitos de vida no desenvolvimento do câncer. Ciência e Cultura, 66(1), 21-24.

Radael, W., Radael, W., Carvalho, A., Dutra, J., Lazarone, B., & Fumian, L. (2016). Avaliação do risco de extravasamento de quimioterápico antineoplásico administrado via cateter de inserção periférica: relato de caso. Acta Biomedica Brasiliensia, 7(1), 124-129.

Ramos, L. G. A., Sabóia, V. M., & Fortini, R. G. (2018). O Cuidado de Enfermagem no Atendimento de Emergências Oncológicas: uma revisão integrativa. Revista Enfermagem Atual In Derme, 86(24).

Rang, R., Ritter, J. M., Flower, R. J., & Henderson, G. (2015). Rang & Dale Farmacologia. Rio de Janeiro: Elsevier Brasil.

Rodrigues, C. C., Guilherme, C., Costa Júnior, M. L. D., & Carvalho, E. C. D. (2012). Fatores de risco para trauma vascular durante a quimioterapia antineoplásica: contribuições do emprego do risco relativo. Acta Paulista de Enfermagem, 25(3), 448-452.

Santos, L. M. D., Silva, C. S. G., Machado, E. S., Almeida, A. H. D. V., Silva, C. A. L. D., Silva, B. S. M., & Avelar, A. F. M. (2020). Fatores de risco para complicações locais da terapia intravenosa em crianças e adolescentes com câncer. Revista Brasileira de Enfermagem, 73(4).

Schneider, F., & Pedrolo, E. (2011). Extravasamento de drogas antineoplásicas: avaliação do conhecimento da equipe de enfermagem. Revista Mineira de Enfermagem, 15(4), 522-529.

Silva, A. R. Á. A. (2017). Intervenção do enfermeiro especialista na prevenção e monitorização de extravasamento de citostáticos. Dissertação de mestrado: Escola superior de Enfermagem de Lisboa.

Silva, L. C. A., Signor, A. C., Pilati, A. C. L., Dalfollo, B. R., & Oliveira, D. R. (2019). Abordagem Educativa ao Paciente Oncológico: Estratégias para Orientação acerca do Tratamento Quimioterápico. Revista Brasileira de Cancerologia, 65(1).

Silva, L. D. B. D. (2018). Gerenciamento dos riscos associados à infecção em pacientes onco-hematológicos pós-quimioterapia: estudo observacional. Tese. Universidade Federal Fluminense.

Silva, R. C. F. (2017). Guide to Cancer Early Diagnosis. Revista Brasileira de Cancerologia, 63(1), 41-42.

Silva-Rodrigues, F. M., da Silva, J. K., Nunes, M. D. R., dos Santos Cardoso, L. G., & Nascimento, L. C. (2019). Atitudes de enfermeiros na administração de quimioterápicos em oncologia pediátrica. Revista Enfermagem UERJ, 27, 37458.

Soares, C. R., Almeida, A. M. D., & Gozzo, T. D. O. (2012). Evaluación de la red venosa por la enfermería en mujeres con cáncer ginecológico durante el tratamiento de quimioterapia. Escola Anna Nery, 16(2), 240-246.

Souza, N. R. D., Bushatsky, M., Figueiredo, E. G. D., Melo, J. T. D. S., Freire, D. D. A., & Santos, I. C. R. V. (2017). Emergência oncológica: atuação dos enfermeiros no extravasamento de drogas quimioterápicas antineoplásicas. Escola Anna Nery, 21(1).

Vicente, C., Amante, L. N., Santos, M. J. D., Alvarez, A. G., & Salum, N. C. (2019). Cuidado à pessoa com ferida oncológica: educação permanente em enfermagem mediada por tecnologias educacionais. Revista Gaúcha de Enfermagem, 40.

Published

29/10/2020

How to Cite

FARIA, L. P. .; FAGUNDES, T. R. Chemotherapic extravasation: the nurse’s role in oncological emergency. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 10, p. e9719109400, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i10.9400. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/9400. Acesso em: 28 jun. 2022.

Issue

Section

Review Article