Ratio-Entity Diagram: a tool for conceptual data modeling in Software Engineering

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i8.17776

Keywords:

Conceptual modeling; Database; Relational data.

Abstract

Data modeling is the main component of conceptual information in the database. Among the techniques for this modeling, Ratio-Entity (RE) is addressed in this work. The aimed is to address the main information about the entity-relationship model as a tool for conceptual data modeling. The Ratio-Entity Model, and especially the diagram, is an important tool during the development of systems, especially those more complex and difficult to visualize without further analysis. In addition, it is a conceptual model used in Software Engineering to describe the entities involved in a business domain, with their attributes and how they relate to each other. In general, it represents in an abstract way the structure that will have the application database. The database may contain several other entities, such as keys and intermediate tables, that may make sense in the context of relational databases.

Author Biographies

Kewry Mariobo Franck, Centro Universitário São Lucas

Graduanda em Sistemas de Informação no Centro Universitário São Lucas (CUSL)

Robson Fernandes Pereira, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis

Chefe da Unidade Técnica de Nível I em Ji-Paraná - RO, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração Pública

Jerônimo Vieira Dantas Filho, Universidade Federal de Rondônia

Pós-Doutorando da Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

References

Ali, A., Qadri, S., Muhammad, S. S., Abbas, J., Pervaiz, M. T. & Awan, S. (2010). Software Cost Estimation through Entity Relationship Model. Journal of American Science, 6(11): 47-51.

Almeida, M. B., Oliveira, V. N. P. & Coelho, K. C. (2010). Estudo Exploratório sobre Ontologias Aplicadas a Modelos de Sistemas de Informação: Perspectivas de Pesquisa em Ciência da Informação. Encontros Bibli, 15(30): 32-56.

Bagui, S. & Earp, R. (1964). Database Design Using Entity-Relationship Diagrams. Berker: CRC Press LLC. 321p.

Chen, P. P. (1976). The entity-relationship model: towards a unified view of data. ACM Trans. Database System, p.9-36.

Date, C. J. (2004). Introdução ao Sistema de Banco de Dados. 8.ed. São Paulo: Campus. 896p.

Elmasri, R. & Navathe, S. B. (2005). Sistemas de Banco de Dados. 4.ed. Florianópolis: Pearson Education do Brasil Ltda.

Fidalgo, N. R., Souza, E. M., España, S., Castro, J. B. & Pastor, O. (2012). EERMM: Um Metamodelo para o Modelo Aprimorado de Entidade-Relacionamento. Lecture Notes in Computer Science, 515-524. doi: 10.1007/978-3-642-34002-4_40

Fidalgo, N. R., Alves, E., España, S., Castro, J. & Pastor, O. (2013). Metamodeling the Enhanced Entity-Relationship Model. Journal of Information and Data Management, 4(3): 406-420.

Genong, Y., Liping, D., Zhang, B. & Wang, H. (2010). Coordination Through Geospatial Web Service Workflow in the Sensor Web Environment. IEEE Journal of Selected Topics in Applied Earth Observations and Remote Sensing, 3(4): 433–441.

Kawabata, T. (2015). Detecção de outliers espaciais: refinamento de similaridade e desempenho. 79 p. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação) – Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, SP.

Kazi, L., Radulovic, B., Berkovic, I. & Kazi, Z. (2014). Integration of conceptual data modeling methods: Higher education experiences. 2014 37th International Convention on Information and Communication Technology, Electronics and Microelectronics (MIPRO). doi:10.1109/mipro.2014.6859685

Maia, R. M. C. & Alvarenga, L. (2014). Teoria da Classificação Facetada e Contribuições para o Modelo Entidade Relacionamento. Revista Prisma, 25: 91-125.

Matos, H. G. (2016). Uma avaliação sobre os métodos para modelagem conceitual de banco de dados. 118p. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE.

Moraes, L. C. (2015). Representação de variabilidade estrutural de dados por meio de famílias de esquemas de banco de dados. 47p. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP.

Muslah, E. & Ghoul, S. (2019). Requirements variability specification for data intensive software. International Journal of Software Engineering & Applications, 10(2).

Nogueira, D. L. (1988). Ferramentas automatizadas para apoio ao projeto estruturado: uma aplicação do diagrama de entidade-relacionamento. 336f. Tese (Doutorado em Ciências em Engenharia de Sistemas e Computação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RS.

Panigassi, R. (2007). Método para especificação e modelagem de processos de fábrica de software usando RM-DOP e BPM. 152p. Dissertação (Mestrado em Engenharia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J. & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. 1.ed. Santa Maria, RS: UFSM, NTE.

Qian, R. (2013). The Application of GIS in the Real Estate Management System. In: Du, Z. (eds). Proceedings of the 2012 International Conference of Modern Computer Science and Applications. Advances in Intelligent Systems and Computing, 191. Springer, Berlin, Heidelberg. https://doi.org/10.1007/978-3-642-33030-8_90

Ribeiro, C. D. (1992). Um gerador de transações voltado para o modelo entidade-relacionamento. 119f. Tese (Doutorado em Ciências em Engenharia de Sistemas e Computação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ.

Rumbaugh, J., Jacobson, I. & Booch, G. (2005). The Unified Modeling Language Reference Manual. 2.ed. São Paulo: AddisonWesley Professional. 496p.

Santos, P. H. (2017). Diagrama ER é uma ferramenta voltada ao ensino de modelagem de dados. 44p. Dissertação (Mestrado em Ciências da Computação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG.

Santos, S. H. N., Costa, Y. J. S., Santos, D. V., Barradas Filho, A. O., Bottentuit Junior, J. B. & Cabrejos, L. J. E. R. (2020). Identifying serious games for software engineering teaching in brazil through a systematic mapping study. Research, Society and Development, 9(7):1-22. e329973702.

Silberschatz, A., Horth, H. F. & Sudarshan, S. (2006). Sistema de Banco de Dados. São Paulo: Pearson. 223p.

Silva, W. C. (2008). Uma ferramenta para geração automática de modelo conceitual de classes baseada em processamento de linguagem natural. 2008. 117p. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação) – Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, SP.

Sommerville, I. (2003). Engenharia de software. 5.ed. São Paulo: Pearson. 592p.

Sordi, J. O., Picchiai, D., Costa, M. A. M. & Sanches, M. A. (2009). Competências críticas ao desenvolvimento de mapas cognitivos de redes interorganizacionais. Revista de Administração Pública, 43(5): 1181-1206.

Takai, O. K., Italiano, I. S. & Ferreira, J. E. (2005). Introdução à Banco De Dados. São Paulo: IME: USP. 124p.

Teorey, T., Lighstone, S. & Nadeau, T. (2007). Projeto e Modelagem de Banco de Dados. São Paulo: Elsevier.

Vilas-Boas, J. H. (2001). Bases teóricas e metodológicas, da abordagem geográfica do ordenamento territorial, aplicada para o desenvolvimento de sistema de banco de dados georreferenciáveis: exemplo da bacia do Rio Tapecuru. 292 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP.

Published

15/07/2021

How to Cite

FRANCK, K. M. .; PEREIRA, R. F. .; DANTAS FILHO, J. V. . Ratio-Entity Diagram: a tool for conceptual data modeling in Software Engineering. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 8, p. e49510817776, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i8.17776. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/17776. Acesso em: 26 feb. 2024.

Issue

Section

Exact and Earth Sciences