Multitemporal analysis of changes in vegetation cover in the municipality of Novo Repartimento, Pará

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i2.22696

Keywords:

Monitoring; Supervised classification; Mahalanobis method.

Abstract

This work aimed to analyze the changes in the vegetation cover of the municipality of Novo Repartimento, Southeast of Pará, for the years 2017, 2018 and 2019, using the ENVI 5.3 software to perform the processing using the supervised classification methods and the respective procedures performed to perform the analysis in the area of ​​interest, as well as using ArcGIS 10.5 software to quantify and produce the final maps. The study area was the municipality of Novo Repartimento, with the delimited area, we sought to download the scenes for the respective years of 2017, 2018 and 2019. Three scenes were downloaded from the Landsat 8 satellite, with the orbits points: 224063 , 224064 and 225063, for the respective years. When analyzing all the classifications, it can be concluded that for the area under study the most suitable classification is Mahanalobis, because it managed to distinguish well the forest from the secondary vegetation area, as well as the anthropic cloud area, presenting very well the roads that pass between the municipality.

References

Santana, A. L. S. & Araújo, G. L. (2017). Erosão do solo em uma propriedade rural no município de Abre Campo (MG). III Seminário Científico da FACIG – 09 e 10 de Novembro de 2017 II Jornada de Iniciação Científica da FACIG. file:///C:/Users/franc/OneDrive/%C3%81rea%20de%20Trabalho/lix/368-1425-1-PB.pdf.

Esri.- Esri Support 10.5 (10.5)". (2016). "New Esri ArcGIS Release Transforms Spatial Analytics" (Press release). https://www.esri.com/about/newsroom/announcements/new-esri-arcgis-release-transforms-spatial-analytics/.

Farias, M., Beltrão, N., Santos, C. A., & Vasconcellos, R. C. (2015). A Dinâmica Do Desmatamento Da Amazônia: Análise Sobre O Município De Novo Repartimento (Pa). Conference: 4º Simpósio de Estudos e Pesquisas em Ciências Ambientais na Amazônia At: Universidade do Estado do Pará / CCNT. Conference: 4º Simpósio de Estudos e Pesquisas em Ciências Ambientais na AmazôniaAt: Universidade do Estado do Pará / CCNT.

Farias, M. H. C. S. (2016). Contribuição de projetos de assentamentos para a dinâmica da mudança do uso da terra na Amazônia: um estudo em Novo Repartimento (PA). Belém, 2016. 106 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) – Universidade do Estado do Pará, Centro de Ciências Naturais e Tecnologia, Belém.

Farias,M. H. C. S., Santos, C. A., Beltrão, N. E. S., & Silva, R. S. (2017). A Dinâmica Do Desmatamento Da Amazônia: Análise Sobre O Município De Novo Repartimento (Pa). In Ciências ambientais e o desenvolvimento sustentável na Amazônia / Organizadores Adriane Theodoro Santos Alfaro, Daiane Garabeli Trojan. – Curitiba (PR): Atena editora.

Insituto Nacional de Pesquisas Espaciais –INPE. (2019). Metodologia Utilizada nos Projetos PRODES e DETER. http://www.obt.inpe.br/OBT/assuntos/programas/amazonia/prodes/pdfs/Metodologia_Prodes_Deter_revisada.pdf

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE. (2021). Novo Repartimento. Portal do Governo Brasileiro. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/novo-repartimento/panorama.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE. (2022). Biomas Brasileiros. IBGE educa Jovens. https://educa.ibge.gov.br/jovens/conheca-o-brasil/territorio/18307-biomas-brasileiros.html.

Instituto Do Homem E Meio Ambiente Da Amazônia – IMAZON. (2018). Monitoramento Ambiental. https://imazon.org.br/programas/monitoramento-da-amazonia/.

Instituto Nacional De Pesquisas Espaciais – INPE. (2008). Manuais: tutorial de geoprocessamento SPRING.

Ipam Amazônia. (2015). Arco do desmatamento. https://ipam.org.br/glossario/arco-do-desmatamento/.

Kawakubo, F. S. (2019). Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia: Comportamento Espectral dos Objetos. https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/2197878/mod_resource/content/1/Aula4SR.pdf

Mahalanobis, P C. (1936). On the generalised distância in statistics. Proceedings of the National Institute of Sciences of India. 2 (1): 49–55.

Meneses, Paulo Roberto & Almeida, Tati De. (2012). Introdução ao Processamento de Imagens de Sensoriamento Remoto. https://www.researchgate.net/publication/332292728_INTRODUCAO_AO_PROCESSAMENTO_DE_IMAGENS_DE_SENSORIAMENTO_REMOTO

Passos, M. M. (2017). BR-163, de Cuiabá a Santarém: o papel dos agentes e sujeitos no ordenamento do território e na implementação de políticas públicas. Ciencia Trópico. 41(1), 139-164.

Souza Filho, P. W. M., Paradella, W. R., Souza Júnior, C., Valeriano, D. M., & Miranda, F. P. (2006). Sensoriamento remoto e recursos naturais da amazônia. Ciencia e cultura. 58(3). http://cienciaecultura.bvs.br/pdf/cic/v58n3/a16v58n3.pdf

Ribeiro, A. (2022). "Agricultura intensiva e meio ambiente", Brasil Escola. https://brasilescola.uol.com.br/geografia/agricultura-intensiva-meio-ambiente.htm.

Ribeiro, E. S., Faro, B. L. S. O., Nascimento, R. S. C., Carneiro, F. S., Amaral, A. P. M., Bezerra, M. G. S., Amorim, M. B., & Garcia, T. S. (2021). Avaliação multitemporal da cobertura vegetal da reserva biológica de Tapirapé, Pará. Research, Society And Development, 10, e50910414345.

Rosário, J. T. C. (2020). Desmatamento no estado do Pará: Causas e efeitos versus as ações de combate realizadas pela Polícia Civil. Dissertação apresentada ao Programa de PósGraduação em Segurança Pública, do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, da Universidade Federal do Pará. 174p.

Rosário, R. R., Barbosa, M. T., Carneiro, F. S., & Costa, M. S. S. (2021). Uso e ocupação do solo do município de novo progresso no Estado do Pará-Brasil. Research, Society And Development, 10, e51210112060-e51210112060.

Souza, C. B. G., Carneiro, F. S., Rodrigues, H. C. T., Ribeiro, E. G. P., Amaral, A. P. M., Silva, J. S. L. P., Araujo, S. C. A., & Castro, C. V. B. (2021). Análise espaço-temporal de Área de Proteção Permanente para a gestão ambiental municipal em Parauapebas no estado do Pará-Brasil. Research, Society And Development, v. 10, p. e24110615491.

SulSoft - Soluções em processamento de dados geoespaciais. (2022). Conheça O Envi 5.6. http://www.envi.com.br/envi.php.

Tavares, L. C., Costa, J. A., Araujo, A. R. R., Garcia, F. H. M., Carneiro, F. S., Amaral, A. P. M., Braga, E. O. & Garcia, T. S. (2021). O uso do índice de vegetação por diferença normalizada na análise multitemporal da cobertura vegetal no complexo industrial do município de Barcarena?Pará-Brasil. Research, Society And Development, 10, e23010715470.

Published

18/01/2022

How to Cite

SANTOS, A. B. dos .; ALVES, B. E. dos S. .; RODRIGUES, H. C. T. .; CARNEIRO, F. da S. .; ARAÚJO, S. A. A. .; PINHEIRO, K. A. O. .; AMARAL, A. P. M. do .; ATAÍDE, W. L. da S. .; AMORIM, M. B. .; SANTOS, A. M. A. dos . Multitemporal analysis of changes in vegetation cover in the municipality of Novo Repartimento, Pará. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 2, p. e5511222696, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i2.22696. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/22696. Acesso em: 4 mar. 2024.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences