Experiences and possibilities in a curricular internship in collective health in nutrition

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i6.3576

Keywords:

Students; Health Occupations; Food and nutrition education; Nutrition; Public Health.

Abstract

The present study aimed to socialize the academic experience regarding the diversity of views regarding the curricular internship in public health nutrition. This is a report of the student experience in the curricular internship in public health in the undergraduate course in nutrition at a Municipal Health Center, located in the West of the State of Rio de Janeiro in the period from March to July 2018. The experience lived in the curricular internship in public health, the student was given an opportunity to look through the lens of the nutritionist in the field of public health through different lenses, learning that the professional's attributions transcend the mere dietary prescription, enabling and implementing the necessary skills so that the future graduate can to act in a critical and reflective manner in their daily professional practice. The experience in this field of curricular internship in public health allowed the development of a critical and reflective look at the contributions of the nutritionist in a Municipal Health Center, analyzing that this professional, like any other member of the multidisciplinary team, has a significant contribution to the health process-disease.

Author Biographies

Cláudio José de Souza, Faculdade Bezerra de Araújo

Graduado em Enfermagem e Obstetrícia (1997) pela Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac (FELM) e Nutrição (2018) pela Faculdade Bezerra de Araújo (FABA). Pós Doutor, Doutor e Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências do Cuidado em Saúde, pela Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa (EEAAC) da Universidade Federal Fluminense (UFF). Atualmente Professor Adjunto A da Universidade Federal Fluminense na Graduação em Enfermagem na disciplina Unidades de Maior Complexidade: Emergência, Nefrologia e CTI, Coordenador e Docente da Pós-Graduação em Enfermagem em Terapia Intensiva e Professor Titular na Graduação em Enfermagem (FABA). Especialista nas áreas de: Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana; Docência do Ensino Superior, Educação Profissional na Área de Saúde: Enfermagem; Gestão de Recursos Humanos; Pedagogia Social e Elaboração de Projetos; Coordenação Pedagógica e Planejamento e em enfermagem, Enfermagem em Urgência e Emergência e em Unidade de Terapia Intensiva. Tem experiencia em Unidades de Terapia Intensiva Adulto, Unidade Coronariana, Pós Operatório de Cirurgias Cardíacas, Educação com ênfase em Enfermagem e Ensino por Competências e no Gerenciamento dos Cuidados de Enfermagem a nível organizacional, assistencial e educacional. . Membro do Grupo de Pesquisa: Cidadania e Gerência na Enfermagem -(NECIGEN - UFF). Colunista do Sistema de Educação Continuada (Secad). Autor do Livro: Manual de Rotina em Enfermagem Intensiva.

Maria Efigênia Soares de Carvalho, Faculdade Bezerra de Araújo

Atualmente é professor da FACULDADE BEZERRA DE ARAUJO. Tem experiência na área de Nutrição, com ênfase em Nutrição, Treinamento-Abordagem do Fumante para Cessação do Tabagismo (SMSDCRJ) 2006, Curso teórico-prático da IUBAAM (SMSDCRJ), 2007, Atualização para Acompanhamento de Crianças e Adolescentes com Obesidade (SMSDCRJ-INAD) 2008. Especialização em Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa(ENSP-FIOCRUZ) 2010, Fitoterapia Clínica Avançada (UniFil) 2012

Sônia Maria Berbat Andrade Paula, Faculdade Bezerra de Araújo

Possui graduação em Nutrição pela Faculdade Bezerra de Araújo (2009), Especialização em Nutrição Fitoterápica Avançada pelo Centro Universitário Filadélfia (2012) . Tem experiência na área de Nutrição em Saúde Pública e Nutrição Clínica.

References

Bondia, J. L. (2002). Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista Brasileira de Educação, (19), 20-28.

Brasil. (1988). Constituição Federal de 1998. Promulgada em 5 de outubro de 1988. Acesso em 10 de outubro, 2019 em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

Brasil. (2000). Ministério da Saúde. Secretaria Executiva Sistema Único de Saúde (SUS): princípios e conquistas / Ministério da Saúde, Secretaria Executiva. Brasília: Ministério da Saúde. Acesso em 04 de outubro, 2019 em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/sus_principios.pdf

Brasil. (2001). Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CES nº 5, de 07/11/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Nutrição. Brasília: Câmara de Educação Superior. Acesso em 04 de outubro, 2019 em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES05.pdf

Brasil. (2005). Ministério da Saúde. Projeto MultiplicaSUS: oficina de capacitação pedagógica para a formação de multiplicadores. Brasília: Ministério da Saúde. Acesso em 10 de outubro, 2019 em: https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/registro/Projeto_MultiplicaSUS__oficina_de_capacitacao_pedagogica_para_a_formacao_de_multiplicadores/58

Brasil. (2007). Ministério da Saúde. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos. Decreto n° 6.286, de 5 de dezembro de 2007. Institui o Programa Saúde na Escola - PSE, e dá outras providências. Acesso em 10 de outubro, 2019 em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6286.htm

Brasil. (2013). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Alimentação e Nutrição / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Básica. – 1. ed., 1. reimpr. – Brasília : Ministério da Saúde.

Brasil. (2017). Lei de diretrizes e bases da educação nacional. – Brasília : Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas. Acesso em 10 de outubro, 2019 em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pdf

Freire, P. (2011a). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 43.ed. São Paulo: Paz e Terra.

Freire, P. (2011b). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Libâneo, J.C. (2011). Adeus professor, Adeus professora?: novas exigências educacionais e profissão docente. São Paulo: Cortez.

Lima, C. R., Silva, E. E., Orange, L. G., & Silva, V. L. (2017). Desafio da interdisciplinaridade na formação profissional do nutricionista; um relato de experiência. Rev. Docência Ens. Sup., Belo Horizonte. 7(2):166-181.

Medeiros, R. C.R., & Valente, G. S.C. (2010). A prática docente reflexiva baseada no currículo integrado: uma questão de competências. Revista Iberoamericana de Educación. 52 (2):1-9.

Morin, E., Ciurana, E.R., & Motta, R. D. (2003). Educar na era planetária: o pensamento complexo como método de aprendizagem no erro e na incerteza humana. São Paulo: Cortez, Brasília: UNESCO.

Pereira, A.S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1 Acesso em: 05 Abril 2020.

Perrenoud, P. (2002). A prática reflexiva no ofício de professor: profissionalização e razão pedagógica. Porto Alegre: Artmed.

Silva, J. H. S., Chiochetta, L.G., Oliveira, L. F.T., & Sousa, V.O. (2015). Implantação de uma Liga Acadêmica de Anatomia: Desafios e Conquistas. Rev. bras. educ. med. 39(2): 310-315.

Souza, C. J., et al. (2017). Experiência, alteridade e subjetividade: nexos com o ensino-aprendizagem na graduação em nutrição: relato de experiência. European Journal of Education Studies. 3(4):38.3-393.

Published

15/04/2020

How to Cite

SOUZA, C. J. de; CARVALHO, M. E. S. de; PAULA, S. M. B. A. Experiences and possibilities in a curricular internship in collective health in nutrition. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 6, p. e80963576, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i6.3576. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/3576. Acesso em: 1 feb. 2023.

Issue

Section

Education Sciences