Science, Technology, Society and Environment (CTSA) Relationships in the Teaching of Natural Sciences: a mapping on Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations in the period from 2013 to 2019

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.7668

Keywords:

State of knowledge; STSE; Natural sciences.

Abstract

The acceleration of environmental degradation, poverty and the relations between consumption and production modes it awakened conscience on the part of society to the teaching that took into account the relations between Science, Technology, Society and Environment (STSE) for the citizen's scientific and environmental training. In order to understand how these relations are developed in the ​​Natural Sciences area, we present in this article the result of a research of the type state of knowledge carried out at the Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations (BDTD) in the period from 2013 to 2019 that had as aim to know as STSE relations has been developed by researchers in this area of knowledge. We selected 44 productions that were analyzed according to Fiorentini. The data revealed that since 2015, the number of researches has not varied much in the examined years. The Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade Federal Fluminense (UFF) and Universidade Federal de Sergipe (UFS) were the higher education institutions that developed the largest number of  research and the STSE relations are developed by researchers, mostly by construction and application of teaching sequences whose themes are socioscientific issues.

Author Biography

Izilda Guedes Elias, Universidade Cruzeiro do Sul

Graduada em Química, professora de química da Universidade Paulista, mestre em ensino de Ciencias e Matemática pela Universidade Cruzeiro do Sul e doutoranda do programa de  Ciencias e Matemática pela Universidade Cruzeiro do Sul

References

Araújo-Queiroz, M. B., Silva, R. L., & Prudêncio, C. A. Vianna (2018). Estudos CTS na educação científica: tendências e perspectivas da produção stricto sensu no nordeste brasileiro. Revista Exitus, 8(3), 310-339.

Bazzo, W. A., von Linsingen, I., & Pereira, L. T. V. (2003) Introdução aos estudos CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade). Madri, Espanha: OEI (Organização dos Estados Ibero-americanos).

Brasil (1998). Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais.

Brasil (2014). Ministério da Educação. Planejando a Próxima Década Conhecendo as 20 Metas do Plano Nacional de Educação. Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino (MEC/ SASE).

Bursztyn, M., & Persegona, M. (2008). A grande transformação ambiental: uma cronologia da dialética do homem-natureza. Rio de Janeiro: Garamond.

Chrispino, A., et al. (2013). A área CTS no Brasil vista como rede social: onde aprendemos? Ciênc. educ. 19 (2), 455-479.

Compiani, M. (2017). Utopias e ingenuidades da educação ambiental?. Ciênc. educ., 23(3), 559-562.

Dacorégio, G. A., Alves, J. A. P., Lorenzetti, L. (2017). Tendências de pesquisas em ENPECs sobre questões sociocientíficas. ACTIO: Docência em Ciências, 2(3), 79-96.

Ferreira, H. H. J., & Amaral, C. L. C. (2. 15) Pesquisa em ensino de Química experimental: mapeamento das teses e dissertações apresentadas no Brasil de 2002 a 2011. RBECT, 8(1), 20-35.

Fiorentini, D. (1993). Memória e análise da pesquisa acadêmica em Educação Matemática no Brasil: o banco de teses do CEMPEM/FE-Unicamp. Zetetiké, 1(1), 55-76.

Fonte, J. C. D. (2020). A abordagem CTS na formação e na atuação docente. Curitiba: Appris.

Freitas, L. M., & Ghedin, E. (2015). Pesquisas sobre Estado da Arte em CTS: análise comparativa com a produção em periódicos nacionais. Alexandria Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, 8(3), 3-25.

Furió, C., Vilvhes, A., Guisasola, J., & Romo, V. (2001). Finalidades de la enseñanza de las ciencias en la secundaria obligatoria. ¿Alfabetización científica o propedéutica? Enseñanza de las ciencias, 19(3), 365-376.

Giddens, A. (2006). Mundo em descontrole: o que a globalização está fazendo de nós. 5 ed. Rio de Janeiro: Record.

Gil-Pérez, D., & Vilches, A. (2006). Educación ciudadana y alfabetización científica: mitos y realidades. Revista Iberoamericana de Educación, 42, 31-53.

Hoffmann, W. A. M. (2011). Ciência, tecnologia e sociedade: desafios da construção do conhecimento. São Carlos: Edufscar.

Marques, S. G., & Hunsche, S. (2015) Enfoque CTS no Brasil: olhar sobre as práticas implementadas no Ensino Médio. Recuperado de: http://cursos.unipampa.edu.br/curs os/cienciasexatas/files/2014/06/SabrinaGonçalvesMarques_TCC.pdf.

Nunes, A. O., Dantas, J. M., & Souza, L. D. (2013). As relações CTSA na licenciatura em química: uma proposta de recurso didático voltado ao sertão nordestino. Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica, 3(2) 33 – 51.

Oliveira, T. M. R. (2018). Proposta de minicurso para a formação continuada de professores em educação ambiental. 2018. 144F. Dissertação (Ensino de Ciências e Matemática). Universidade Cruzeiro do Sul.

Romanowski, J. P., & Ens, R. T. (2006). As pesquisas denominadas do tipo “Estado da Arte” em educação. Diálogo Educ., Curitiba, 6(19), 37-50.

Santos, W. L. (2011). Significados da educação científica com enfoque CTS. In: Santos, W. L. P., Auler, D. (Orgs). CTS e educação Científica: desafios, tendências e resultados de pesquisa. Brasília: Editora UnB.

Santos, W. L. P., & Mortimer, E. F. (2001). Tomada de Decisão para ação social responsável no ensino de ciências. Ciência & Educação, 7(1), 95-111.

Sidone, O. J. G., Haddad, E. A., & Mena-Chalco, J. P. (2016). A ciência nas regiões brasileiras: evolução da produção e das redes de colaboração científica. TransInformação, 28(1),15-31.

Published

20/09/2020

How to Cite

AMARAL, C. L. C.; ELIAS, I. G. . Science, Technology, Society and Environment (CTSA) Relationships in the Teaching of Natural Sciences: a mapping on Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations in the period from 2013 to 2019. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 10, p. e1379107668, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i10.7668. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/7668. Acesso em: 28 jun. 2022.

Issue

Section

Education Sciences